FUTEBOL FEMININO E ESPORTS SÃO AS NOVAS MODALIDADES OFICIAIS DO VITÓRIA

 

O Vitória está focado “em contribuir para a promoção do desporto em Guimarães”. Nesse sentido, os Conquistadores juntam assim ao seu leque duas novas modalidades, o futebol feminino e o eSports, já nesta temporada, 2018/2019.

A apresentação das duas novidades do emblema do Rei decorreu esta manhã, o Estádio D. Afonso Henriques, com a presença do presidente Júlio Mendes e do vice-presidente Pedro Coelho Lima. De acordo com os dirigentes, o foco destas novas modalidades será, primeiramente, a formação.

No futebol feminino, os treinos de captação terão início a partir de dia 06 de novembro, no campo do Santiago de Mascotelos Futebol Clube, com treinos às terças e quintas-feiras, entre as 20h15 e as 21h15. Os treinos serão conjuntos (com a exceção das atletas sub-11, que serão integradas na escola “Os Afonsinhos”), e o Vitória prevê que o escalão sub-15 participe em torneios e jogos amigáveis.

Já no eSports, os torneios agendados já extensos e já existe uma equipa formada por 17 atletas. Com o simulador FIFA19, o Vitória SC eSports irá competir de imediato na plataforma PC, no primeiro escalão do Campeonato Nacional e nas Competições Internacionais. As competições oficiais arrancam dia 15 de outubro, com a Starter Cup FPC Portugal.

Ainda nesta modalidade, haverá captação para a plataforma PS4, prometida para breve, que pretende formar uma equipa de raiz, com o objetivo de aproximar a comunidade. Ainda dentro do eSports, o clube coloca como objetivo a criação do “Vitória Challenge eSports”, um evento regional em que o vencedor, para além do prémio monetário, poderá tornar-se num Conquistador, na modalidade 1vs1 do FIFA19.

Júlio Mendes começou por referir na conferência que o clube vitoriano tem exercido um papel social importante na região, substituindo muitas vezes aqueles que tinham a mesma obrigação social. A direção referiu ainda que o grande objetivo será a criação de uma nova Academia de raiz, vendendo o atual centro de treinos, financiando assim o novo edifício, provavelmente a ser construído fora do centro da cidade. “Faz todo o sentido refletirmos sobre isto. Porque não pensar num projeto de qualidade para aquele espaço, que tem óptica imobiliária, e por via disto, conseguir financiar um projeto, uma Academia de raiz, com as caraterísticas ao nível do melhor que se faz no mundo, para conseguirmos pensar em conjunto num projeto desta natureza? É um desafio que lanço à comunidade, aos vitorianos e também à Câmara Municipal de Guimarães”, concluiu Júlio Mendes.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?