fbpx

GLOBALIZAÇÃO E AS ETAPAS DA EVOLUÇÃO DE UM INDIVÍDUO

Por Naim Haie

Vivemos em um mundo caracterizado pela velocidade num estado profundo de transição, que pode ser comparado à condição agitada de uma mulher grávida antes do nascimento do bebê. Todos os domínios humanos estão mudando dramaticamente: comunicação, economia, política, ciência e tecnologia, cultura, religião, etc. As mudanças são destrutivas e construtivas. Temos o aquecimento global, mas também a internet e a física quântica. Nossa consciência individual e coletiva em todo o mundo está se expandindo rapidamente e, de inúmeras formas, está escrevendo o futuro de nossa civilização comum.

A humanidade, a ponta de lança da evolução da consciência, passa por etapas análogas aos períodos da infância e adolescência (juventude) na vida de seus membros individuais. A jornada nos trouxe ao limiar da vinda tão desejada da nossa maturidade como uma raça humana unificada. As guerras, a exploração e o preconceito que marcaram estágios imaturos neste processo não devem ser uma causa de desespero, mas um estímulo para assumir as responsabilidades da maturidade coletiva.

O que testemunhamos na atualidade, durante a crise mais grave da história da civilização, é o estágio adolescente na lenta e dolorosa evolução da humanidade, preparatória para o alcançamento do estágio de maturidade, cuja promessa está incorporada nos ensinamentos e consagrada nas profecias de todas as religiões. O tumulto dessa época de transição é característico da impetuosidade e dos instintos irracionais da juventude, suas tolices, sua prodigalidade, seu orgulho, sua autoconfiança, sua rebeldia e seu desprezo pela disciplina.

Pela primeira vez na história da humanidade, estamos testemunhando a emergência de uma verdadeira raça humana e civilização global. O caminho é incerto e doloroso, mas nosso futuro é glorioso com paz. É dever de cada indivíduo desenvolver uma visão de âmbito mundial e, consequentemente, pensar e agir, ler e escrever, aprender e compartilhar. O lema do caminho para atingir paz é “unidade na universidade”, pois o nacionalismo desenfreado na moda nos dias de hoje falhará pelas forças da evolução.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

SUBSCRIÇÃO GRÁTIS

RECEBA O JORNAL MAIS GUIMARÃES

NO SEU EMAIL

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?