GUIMARÃES TEM 13 FREGUESIAS COM RISCO MUITO ELEVADO DE INCÊNDIO EM 2019

O governo revelou a lista das freguesias com alto risco de incêndio florestal. No concelho vimaranense são treze, sendo que a identificação foi feita tendo por base a ocupação do solo, o declive e o histórico de incêndios.

13 freguesias do concelho de Guimarães foram sinalizadas como tendo risco muito alto de incêndio neste ano 2019. Os dados, do Instituto da Conservação da Natureza e das Floresta, foram divulgados pelo governo, revelando a nível nacional um aumento de 93 freguesias em relação ao ano anterior.

A ocupação do solo, o declive e o histórico de incêndios são os três indicadores tidos em conta aquando da identificação do território, sendo que o histórico de incêndios é aquele que mais variações provoca anualmente: se um terreno arde num ano não é expetável que arda no seguinte e, por outro lado, se não arde há seis anos tem uma maior probabilidade de que aconteça.

Para 2019, Guimarães tem 43 freguesias sinalizadas, com risco médio e muito alto, sendo que nesta última categoria se encontram 13 dessas 43. No ano passado, o concelho teve quatro freguesias consideradas de 1.ª prioridade para a limpeza de terrenos, como prevenção para os incêndios florestais, sendo elas Gonça, Longos, a UF de Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia e a UF de Leitões, Oleiros e Figueiredo.

Confira as treze freguesias: Costa, Gonça, Longos, Moreira de Cónegos, Nespereira, Selho S. Cristóvão, Serzedelo, UF Abação e Gémeos, UF Arosa e Castelões, UF Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia, UF Leitões, Oleiros e Figueiredo, UF Sande São Lourenço e Balazar e UF Serzedo e Calvos

Leio o artigo na íntegra no jornal Mais Guimarães, nas bancas esta quarta-feira.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?