Covid-19: erro do laboratório escolhido pela Liga esteve na origem dos falsos positivos no Vitória

Notícia foi avançado pelo semanário Expresso.

© Direitos Reservados

Dois dos três jogadores que testaram positivo à covid-19 no Vitória não estavam infetados e, segundo a edição do Expresso deste sábado, o erro foi do laboratório que a Liga escolheu para testar jogadores e equipas técnicas dos clubes da Primeira Liga.

O jornal teve acesso “a uma pequena amostra”, denunciada por um médico do Hospital de São João, que apontava para apenas dois resultados corretos em 11 testes realizados – a maioria a jogadores do Vitória e Famalicão.

A mesma fonte refere que se desconhece a dimensão do problema, “porque não se sabe quantos mais testes foram entregues com desvio nos resultados”.

Ao jornal “Expresso” o laboratório – que tem o filho de Luís Filipe Menezes e o filho do presidente da Federação Portuguesa de Futebol na estrutura diretiva – refuta a existência de falhas nos procedimentos, mas confirma que “houve médicos de clubes a perguntarem porque havia tantos positivos”.

Hoje, em comunicado conjunto com o Conselho de Administração do Hospital de São João, a Unilabs “refuta de forma veemente as conclusões alarmísticas, despropositadas e sensacionalistas (…) de que os testes que tem vindo a realizar com jogadores profissionais tenham dado resultados ‘errados'”.

A Liga também já se pronunciou. evelou ser o laboratório com “melhores condições ofereceu para a quantidade e especificidade dos testes pedidos pela Direção-Geral da Saúde

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?