Hospital de Retaguarda regional poderá ficar em Braga

A proposta foi lançada pelo Ministério da Saúde e tem em conta a evolução do cenário epidemiológico na região.

©  Mais Guimarães

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, anunciou, esta segunda-feira, a existência de uma proposta do Ministério da Saúde, para que, em articulação com o Corpo Clínico do Hospital Senhora da Oliveira, o Hospital de Braga, a Escola de Medicina da Universidade do Minho e o Exército Português, seja criado um Hospital de Retaguarda de âmbito regional. O Hospital poderá instalar-se possivelmente no Regimento de Cavalaria Nº 6, em Braga, de forma a dar resposta às necessidades dos hospitais de Guimarães e de Braga.

Segundo o autarca, existe a possibilidade de, no caso de uma alteração do cenário epidemiológico, se avance para a instalação de um Hospital de Retaguarda em Guimarães. “Neste momento, e segundo os responsáveis do Corpo Clínico do Hospital Senhora da Oliveira, o quadro da pandemia no concelho de Guimarães permite que se avance para uma solução regional. E isso é positivo, pois significa que o número de infetados no concelho não é tão grave como inicialmente se previa, não pondo em causa uma eficaz capacidade de resposta do nosso Hospital. Contudo, a todo o momento podemos estar a falar de uma realidade diferente que nos leve a voltar à primeira forma”, disse Domingos Bragança.

Segundo o boletim da Direcção Geral de Saúde, o concelho de Braga  registava até à meia-noite de ontem, 856 casos confirmados de covid-19.  Segundo a mesma fonte, para efeitos comparativos, o concelho de Guimarães registava 401.

Recorde-se que, inicialmente, estava prevista a instalação de um Hospital de Retaguarda no Multiusos de Guimarães.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?