HSOG: Acompanhantes voltam a poder acompanhar grávidas

© Mais Guimarães

O Hospital da Senhora da Oliveira de Guimarães (HSOG) anunciou que voltou a ser permitida a permanência do acompanhante nas enfermarias de grávidas ou parturientes, mas também durante o trabalho de parto.

O hospital garante que “estão criadas as condições para que o acompanhante, desde que assintomático, possa permanecer junto da grávida e do recém-nascido” desde o trabalho de parto até à “transferência para o internamento du puérpério”. Para além disso, o acompanhante também poderá estar presente diariamente entre as 14h00 e as 20h00. Assim, devem ser cumpridas as medidas de proteção individual preconizadas pela Direção-Geral da Saúde.

Para estas linhas se concretizarem, a grávida “autorizará a presença e fornecerá os dados referentes a apenas um acompanhante”. “Não devem ser considerados como acompanhantes os que tiveram contacto com caso covid-19 confirmado e/ou caso suspeito com sintomas, nos últimos 14 dias” frisa o HSOG. Ainda assim, todos os acompanhantes serão rastreados para a covid-19 “através de um questionário epidemiológico e de sintomas, bem como pela avaliação da temperatura corporal”.

O acompanhante deverá ainda utilizar equipamentos de proteção individual e é obrigatório o uso de máscara. O distanciamento social também deve ser respeitado, bem como a higiene pessoal (lavagem frequente das mãos e etiqueta respiratória). “O acompanhante deve manter-se atento aos seus sintomas: caso surjam e sejam sugestivos de COVID-19 (tosse, febre ou dificuldade respiratória) deve comunicar ao Enfermeiro ou Médico presente no internamento”, conclui o hospital vimaranense.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?