JOM INAUGURA NOVO POLO EM SELHO SÃO LOURENÇO

O responsável da JOM, Joaquim Oliveira Mendes, reafirmou o compromisso com a internacionalização do grupo. O secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, sublinhou a capacidade da empresa “se ajustar em função das necessidades das pessoas”

O conjunto de intervenções foi iniciado pelo Arcebispo Primaz da Arquidiocese de Braga, Dom Jorge Ortiga © Mais Guimarães

A JOM Indústria, o braço industrial do grupo de empresas detentor da marca retalhista de mobiliário e artigos para o lar JOM, inaugurou, esta sexta-feira, na freguesia de Selho S. Lourenço, o seu segundo polo industrial, que representou um investimento de 6 milhões de euros. A inauguração contou com a presença do Arcebispo Primaz da Arquidiocese de Braga, Dom Jorge Ortiga, do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, do Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, em representação do Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital.

A inauguração, que principiou com um pequeno tour pelas instalações do novo polo, culminou com discursos dos convidados. O responsável da JOM, Joaquim Oliveira Mendes, reafirmou o compromisso com a internacionalização do grupo, tendo colocando a “exportação”, como um dos “pilares” do grupo, que terá sempre presente a “inovação e o design” dos produtos. O empresário aproveitou a ocasião para agradecer “a colaboradores e a todos os que ajudaram” a que o polo se tornasse uma realidade. O responsável frisou que a JOM tem 22 lojas espalhados pelo território nacional e que esta fábrica será um importante alicerce do grupo.

O Secretario de Estado Adjunto da Economia, João Neves, elogiou o compromisso da empresa em se adaptar ao mercado: “A oferta só com produtos não serve. É preciso fazer bons produtos ajustando-os em função das necessidades das pessoas. E a partir daí construir”. João Neves reiterou a importância de “olhar para o mercado” em adição à capacidade de fabrico. Nesse aspeto, o secretário de estado considera que se conseguiu “construir uma boa imagem ao nível internacional”.

A visão do Secretário de Estado é condizente com a do Presidente da Câmara de Guimarães. Na sua intervenção, Domingos Bragança falou no “sucesso de toda uma equipa”: “A JOM está sediada em Guimarães e tem orgulho de ser vimaranense. Consegue projetar Guimarães para o país e para o mundo.” O autarca sublinhou que “tudo o que acontece no território desenvolvimento social e humano tem como cerne as empresas” e, nesse âmbito, lembrou a reabilitação prevista da via que vem de Fermentões. O autarca lembrou que esteve, no passado, a oportunidade de estar no 1.º polo. A inauguração do 2.º “significa sucesso, talento, trabalho” e “determinação” por parte da liderança.

O conjunto de intervenções foi iniciado pelo Arcebispo Primaz da Arquidiocese de Braga, Dom Jorge Ortiga que lembro que o novo polo surge após o reaproveitamento de uma fábrica – o empreendimento surgiu depois da aquisição das antigas instalações da Têxtil Cães de Pedra. Dom Jorge Ortiga deixou “votos de sucesso para toda a empresa”. A quadra natalícia serviu de mote para o Arcebispo evocar “valores de capacidade de relacionamento e amizade”, lembrado que não serão somente móveis a proporcionar a felicidade. “Na visita, o que mais me sensibilizou foi a qualidade do trabalho”, afirmou. Dom Jorge Ortiga deixou “votos de sucesso para toda a empresa”

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?