Março, da renovada esperança!

Por Eliseu Sampaio.

Março começa bem. Quando escrevo este pequeno texto é dia da Mulher, 08 de março, e por esse motivo, dia de falarmos de vida, de amor e de afetos. Mas também dia para lembrarmos de emancipação, de igualdade, justiça, ou da irmandade entre géneros que se atraem e, sobretudo, se complementam. E era sobre isto, sobre a complementaridade de sexos que penso que a discussão se deveria focar, e não no tanta vez vulgar vincar de argumentos extremos, de egocentrismos exacerbados, ou radicais posições.

Em março celebramos o Dia Internacional da Mulher, um dia importante no nosso calendário social, e em março lembramos simultaneamente o Dia do Pai, um pouco mais à frente, a 19. Março parece querer lembrar-nos desta complementaridade de que vos falei atrás. No Pai imaginamos encontrar outras particularidades como a proteção, a segurança, o colo nos dias ruins ou a determinação com que nos apresentam soluções quando os problemas despontam.

Por falar em problemas, temos muitos a resolver agora que completamos um ano de vida em pandemia, e precisaremos do esforço de todos, de união. Sim, do teu contributo também!

A primavera, anunciada já por largos dias de sol, e que arrancará oficialmente no dia 20, vem trazer-nos esperança. Estando atentos encontrá-la-emos em inúmeras manifestações. Ao mesmo tempo que os dias aumentam, vemos encolher o número de infetados, de internados e de mortos com complicações associadas à Covid-19. A vacina, já a ser administrada à população mais vulnerável, torna também um pouco mais leves os nossos pandémicos dias.

Que março seja aquela lufada de ar fresco que ansiávamos, que precisávamos absorver para acreditarmos de novo em dias de liberdade que, traduzindo, se concretizarão em dias de maior felicidade.

Que o mês de março seja um mês feliz!

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?