Meia Maratona Cidade Berço na estrada a 25 de setembro

A Câmara Municipal de Guimarães, em parceria com a Associação de Atletismo de Braga, o Vitória, a APCG e a Tempo Livre, apresentou, nesta manhã de segunda-feira, no estádio D. Afonso Henriques, a Meia Maratona Cidade de Berço, competição que será disputada a 25 de setembro.

Inserida na principal prova, decorrerá também a Mini Maratona do Centenário do Vitória e a XIV Caminhada Pessoas Diferentes, Direitos Iguais. “Queremos que a comunidade se associe a ela. Queremos que seja uma celebração de Guimarães, da cidade, da Cidade-Berço. Queremos construir um modelo que lance o desafio às instituições e à comunidade. Queremos criar momentos, ao longo das três provas, para que associações culturais, recreativas e associativas possam animar a prova”, revelou Nelson Felgueiras, Vereador do Desporto da autarquia.

“Do ponto de vista técnico, estamos a trabalhar no percurso e queremos que seja o mais concentrado no centro da cidade, de forma a causar menor incómodo nos moradores e dar possibilidade a que a maior parte do percurso seja acompanhada pelos vimaranenses”, acrescentou.

Contrariamente a anos anteriores, a prova passa de 24 de junho para 25 de setembro. Nelson Felgueiras justificou a troca. “Primeiro, porque a experiência de anos anteriores mostrou que a anterior data tinha muita concentração de eventos na cidade. Depois, para dar também a possibilidade de se associar às comemorações do centenário do Vitória e à tradição que a ACPG tem nesta data”, explicou. O vice-presidente Armando Guimarães representou o Vitória na apresentação da competição. “Fazia todo o sentido o Vitória estar envolvido e o Vitória, como sendo um clube eclético, tem a oportunidade de fazer parte de um projeto colaborativo e comunitário. É uma prova que vai elevar o centenário do Vitória”, adiantou.

Manuel Pacheco, presidente da Associação de Atletismo de Braga, está convicto que a prova será um sucesso. “É com enorme satisfação que vejo o regresso da prova, após dois anos de ausência, pelas razões que se sabem. É uma prova que terá prémios interessantes, apelativos e mais abrangentes. Será uma prova com percurso homologado. Estarão reunidas todas as condições para uma prova de sucesso”, perspetivou.

Joaquim Oliveira, presidente a APCG, espera que a prova permita angariar verbas importantes para os projetos da associação. “Como pioneiros nas caminhadas em Guimarães, esperados que seja um sucesso e que haja muita participação nesta caminhada, de forma a podermos angariar verbas para as obras avultadas que estão em curso”, explicou.

Amadeu Portilha, diretor executivo da Tempo Livre, foi sucinto no seu discurso. “Daremos todo o apoio técnico e humano para que a prova decorra dentro das expetativas que todos esperamos. Guimarães é uma cidade de desporto, de atletismo, com grandes campeões e uma fortíssima tradição nas meias maratonas, por isso, toda a disponibilidade, emprenho e entusiasmo para que a prova seja um sucesso”.

©2023 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?