PEDRO MARTINS DIZ QUE O JOGO NA COVILHÃ É O “MAIS IMPORTANTE DA ÉPOCA”

O técnico afirmou que o Vitória pretende continuar, na Covilhã, a caminhada rumo à final da Taça de Portugal, no Jamor, e que, por isso, o encontro de quarta-feira é o “mais importante” até agora na presente época. Pedro Martins avisou ainda que a formação da cidade-berço não vai encontrar “facilidades” por defrontar uma equipa da Segunda Liga.

O Vitória joga a passagem às meias-finais da Taça de Portugal esta quarta-feira, pelas 18h30, no Complexo Desportivo da Covilhã, sob uma temperatura prevista pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) entre dois a três graus, e o treinador do Vitória reiterou, na antevisão, que o desafio é o mais importante da época até agora.

“Os jogos da Taça de Portugal têm especificidades e são sempre complicados, ainda por cima em temperaturas a que o Covilhã está habituado. Temos de ter a noção de que este vai ser o jogo mais importante da época. Queremos vencer para continuarmos o nosso caminho em direção ao Jamor”, afirmou.

O técnico rejeitou quaisquer “facilidades” pelos “leões da serra” disputarem a Segunda Liga – encontra-se no 14.º lugar, com 27 pontos -, realçando que o adversário é “uma equipa muito forte fisicamente”, com “jogadores na frente com qualidade”, que, na eliminatória anterior, derrubou o Sporting de Braga, atual detentor do troféu, e, por isso, requer “atenção” e “respeito” num relvado difícil, cujas condições, segundo Pedro Martins, “melhoraram significativamente” no último mês.

O treinador da equipa da cidade-berço sublinhou que a “responsabilidade”, neste jogo, é a “mesma” dos jogos com o Vilafranquense, no Bessa, com o Boavista e com o Santa Iria, e revelou que a equipa, apesar da ausência de vitórias em 2017, está preparada para se “levantar”, embora precise de melhorar os “níveis de eficácia”.

“Houve aqui um ou dois jogos que têm a ver com a definição no último terço. Com o Benfica, aconteceu isso, nomeadamente no primeiro jogo. Com o Feirense, o momento da decisão é bom, e só mesmo o momento de finalizar não foi o mais indicado”, reconheceu.

Questionado sobre os rumores da saída de Soares para o Henan Jianye, da China, e para o FC Porto, cujo interesse é noticiado nas edições de “A Bola” e “O Jogo” desta terça-feira, Pedro Martins respondeu que o “mercado está aberto”, é “volátil” e que o “clube está preparado para todas as situações”.

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?