PEVIDÉM, CORAÇÃO INDUSTRIAL DE GUIMARÃES

por  Angelino Salazar

É com enorme agrado e orgulho que partilho com os leitores do mais Guimarães uma breve exposição sobre Pevidém e o que representa ser Pevidense.

Começava com um pequeno apontamento histórico sobre Pevidém, citando o Eng. Raul Rocha no seu livro “Guimarães no séc. XX” no capítulo “A politica fora da cidade. Pevidém coração operário” e passo a citar  “A vida politica no concelho não se passava só na cidade… Pevidém começou também a tê-la nestes anos da ditadura, e após o susto quando da proposta de criação do concelho de Riba D´Ave, pelo reconhecimento do poder da existência de uma forte comunidade operaria a que era preciso estar atenta. È a partir da Comissão Administrativa presidida por Gonçalo Meira em 1928 que os assuntos de Pevidém passaram a ser um pelouro da vereação, a exemplo do que sucedia com Vizela e Taipas” fim se citação, o que é revelador da importância e preponderância que Pevidém tinha na vida do concelho já há praticamente um séc. atrás, mas diz mais ainda o Eng. Raul Rocha no seu livro apenas uns parágrafos mais á frente, e passo a citar novamente “A industria dos curtumes estava a desaparecer e no inicio da década de 30, as atenções politicas de Guimarães vão virar-se para Pevidém. Esta localidade tinha na época uma população de 2000 pessoas, das quais 1500 eram operários têxteis… Daí que Pevidém merecesse todas as atenções” fim de citação.

Quero com esta pequena nota histórica introdutória dizer que Pevidém foi, é e será sempre merecedor de todas as atenções, e não o será apenas por questões bairristas ou egoístas, mas sim por justiça e merecimento próprio.

Pevidém merece todas as atenções porque foi e é ainda o principal polo e motor industrial deste concelho. Merece-o também porque foi e será sempre uma vila com enorme orgulho e paixão pela sua cidade e concelho, não temos e não teremos nunca qualquer tipo de tique separatista, antes pelo contrário promoveremos sempre a aproximação á nossa cidade e a integração na sua malha urbana.

Tenho por hábito e com razão a meu ver evidentemente, dizer que Pevidém é muito mais do que uma freguesia é o motor e o propulsor de uma região, e cabe-nos a nós responsáveis por ela assumir orgulhosamente essa mesma responsabilidade. Pevidém sempre teve grandes homens e mulheres, grandes empreendedores e visionários. Industriais que conseguiram projetar e elevar Pevidém a um nível nacional e internacional, a maior parte deles citados no livro do Eng. Raul rocha, assim como  Francisco Inácio da Cunha Guimarães, Adelino Ribeiro Abreu, José Correia Guimarães, Alfredo Lopes Correia, Augusto Pinto Lisboa, Albano Coelho Lima e mais recentemente Jaime Pereira Fernandes, Comendador Albano Coelho Lima, entre outros..

Uma sociedade só terá futuro se souber reconhecer o seu passado e se orgulhar dele, e este executivo da junta de freguesia de Pevidém quer um futuro promissor para Pevidém e para Guimarães, por isso cabe-nos sermos dignos e honrar o passado e o legado que nos foi deixado por tão ilustres Pevidenses.

Para terminar cito mais uma vez o Eng. Raul Rocha “Pevidém merece todas as atenções”

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?