Plano de desconfinamento será apresentado a 11 de março

António Costa anunciou esta tarde que o Conselho de Ministros aprovou o novo estado de emergência, com início a 2 de março, e que o diploma “não sofreu qualquer tipo de alteração”. Revelou ainda que o plano de desconfinamento só será apresentado a 11 de março.

O primeiro-ministro avançou que o diploma “não sofeu qualquer tipo de alteração”. Antonio Costa diz que as medidas “têm produzido efeitos desejados no controlo da pandemia. O chefe do Governo apresenta como prova a redução e estabilização do fator de transmissibilidade da doença, que está estável (0,68).

Para António Costa ainda “não é ainda tempo do desconfinamento” e relembra que ainda estamos longe dos números que tínhamos em maio quando se fez o primeiro desconfinamento.

“Temos tido melhorias, mas tudo é relativo. Estamos melhor em relação ao pior momento vivido, mas se compararmos com o número de novos casos de hoje com os de 4 de maio, quando iniciamos o desconfinamento, da primeira vaga, verificamos que temos hoje um número quatro vezes superior”, advertiu. “Estamos melhor do que estávamos há semanas, ou há um mês, mas estamos quatro vezes pior do que na última vez que iniciámos desconfinamento”, sublinhou.

António Costa voltou a lembrar presença da variante inglesa em quase metade das novas infeções.

O primeiro-ministro adiantou ainda que o plano de desconfinamento só será apresentado no próximo dia 11 de março.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?