Presidente da Câmara de Guimarães repudia o desrespeito da TAP em relação ao norte

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, repudia publicamente a estratégia da retoma da atividade da TAP, que prevê apenas dois destinos internacionais (Paris e Luxemburgo) a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no norte do país, juntando ainda ligações a Lisboa e Funchal.

“Numa altura em que o país está a realizar um enorme esforço no âmbito da retoma económica, e considerando a região norte como o principal motor da economia, esta medida restritiva da TAP não se coaduna com o esforço das entidades, organizações, empresas e até do próprio governo, pelas medidas completamente desajustadas num serviço essencial pela ligação à rota internacional”, considera Domingos Bragança. 

O presidente da Câmara de Guimarães sublinha a “enorme falta de decência em relação à região norte”, principalmente quando se trata de “uma empresa como a TAP, financiada pelo Estado, e que deveria assumir o papel de servir o país, evitando qualquer tipo de assimetrias bem evidente nesta estratégia de retoma da atividade, em claro prejuízo da população do norte”.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?