Região: Famalicão terá base logística regional da Proteção Civil

Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, explicou esta quinta-feira, em reunião de Câmara, que o município de Famalicão foi procurado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) para a instalação, em Famalicão, de um equipamento de apoio regional à proteção civil.

A proposta foi aprovada e a base de operações irá cobrir todo o distrito de Braga, Porto, e parte do distrito de Vila Real e Viana do Castelo. 

O Campus da Proteção Civil vai ser instalado num espaço privado de 30 mil metros quadrados, que será arrendado por dez anos à Câmara Municipal por 3 mil euros mensais (36 mil euros anuais).

“A região norte ficará melhor dotada do ponto de vista da Proteção Civil”, referiu Paulo Cunha. Este será uma espaço com um heliporto, mas também terá um conjunto de “construções desportivas, sociais, alojamento”. O edil explicou que o Parque de Diversões António Sampaio será “devolvido” ao usufruto da população local, nomeadamente os equipamentos desportivos e culturais.

O presidente da Câmara disse ainda que o espaço “não só corresponde às atuais intenções, como tem potencial para albergar outras valências, caso essa seja a decisão da ANEPC.”

As intenções são para que as intervenções de habilitação no terreno comecem de imediato, uma vez que será necessária a retirada de árvores, para garantir a segurança necessária. O objetivo é que, ainda antes do verão, o espaço esteja operacional.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?