Sétimo estado de emergência entra na véspera de Natal

O país entra a 24 de dezembro num novo período de estado de emergência com uma divisão do território em quatro níveis de risco e três níveis de restrições. Embora Guimarães permaneça no nível de risco mais alto, há menos concelhos no nível de risco extremo.

O Governo decidiu na quinta-feira, 17, manter as medidas mais leves que tinham sido anunciadas para o Natal. Relativamente ao Ano Novo, há novas medidas mais restritivas, para precaver o risco de um pico de casos depois do Natal e manter a tendência decrescente verificada no país.

O número de novos casos de infeção tem vindo a diminuir, mas o país continua a registar uma elevada mortalidade diária. Portugal regista mais de 80 mortes por dia, há mais de uma semana.

As regras mais apertadas, na passagem de ano vão ser uniformes em todo o território. “Esta medida só é eficaz se for igual em todo o país”, explicou António Costa.

António Costa numa comunicação ao país, transmitida pelas televisões, afirmou que as medidas mais severas no Ano Novo servem para permitir um Natal com um alívio de restrições. O primeiro-ministro lembrou que os festejos de Natal têm de acontecer “com o máximo cuidado”, avisou que se deve estar à mesa “o mínimo de tempo possível” e que se deve passar o resto do tempo de máscara.

“Sempre disse que puxaria o travão de mão se fosse necessário. Felizmente não é necessário puxar [o travão] para o Natal. Tenho confiança que todas as famílias farão esforço para se organizarem. Mas o travão teve de ser puxado para a passagem de ano”, afirmou o primeiro-ministro na apresentação do sétimo estado de emergência ao país.

Restrições para o Natal

Durante o Natal a circulação entre concelhos vai ser permitida, assim como a circulação na via pública, ainda que esta última tenha  só não tenha limitações nos concelhos de risco moderado. As restrições de circulação são as seguintes:

  • Na noite de 23 para 24 é permitida apenas para quem se encontre em viagem;
  • Nos dias 24 e 25 é permitida até às 2h00 do dia seguinte;
  • No dia 26 é permitida até às 23h00.

Os restaurantes podem estar abertos até à 1h nas noites de 24 e 25, estando apenas limitados no dia 26, quando podem funcionar até às 15h30 nos concelhos de risco muito elevado e extremo.

Restrições para o Ano Novo

Na passagem de ano, vai haver medidas semelhantes às de um dia de semana em concelhos com restrições severas, no caso do dia 31 de Dezembro, e limitação da circulação na via pública durante a tarde dos dias 1, 2 e 3 de Janeiro.

  • Proibição de circulação na via pública a partir das 23h00 de 31 de Dezembro, e nos dias 1, 2 e 3 de Janeiro a partir das 13h00;
  • Mantém-se a proibição de circulação entre concelhos entre a meia-noite de 31 de Dezembro de 2020 e as 5h00 do dia 4 de Janeiro de 2021, exceto por motivos de saúde, de urgência imperiosa ou outros especificamente previstos;
  • Revisão dos horários de funcionamento dos restaurantes, em todo o território continental, estabelecendo-se que, no dia 31 de Dezembro, o funcionamento é permitido até às 22h30; e nos dias 1, 2 e 3 de Janeiro até às 13h, salvo para entregas ao domicílio.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?