TRADIÇÃO SECULAR DE S. CRISPIM VOLTOU A CUMPRIR-SE

Em 1315, no Albergue de S. Crispim, foi servida a primeira ceia de Natal aos desfavorecidos da cidade, tradição que se cumpre até hoje sobre o mesmo chão com mais de 700 anos de terra batida.

No dia 24 de dezembro, véspera de Natal, os voluntários começaram cedo, logo pela manhã, a preparar uma ceia para a sua “segunda família”, com o descascar das batatas que acompanharam os mais de 20 bacalhaus, couves, rabanadas, aletria, bolo-rei e, claro, um “bom vinho”, expôs Augusto Novais, um dos voluntários mais antigos. Fazendo contas, o albergue recebeu mais de 90 pessoas que recorreram ao “conforto no estômago e agasalho” na noite de Natal.

Pode ler o artigo completo na edição desta semana do jornal Mais Guimarães, disponível em qualquer quiosque do concelho.

Foto: Mais Guimarães

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?