“As pessoas de Guimarães vivem de maneira tão intensa, vivem pelo coração”

Publicado na edição de setembro da revista Mais Guimarães.

simone-e-juliana-barra_centenário-VSC2

Simone Barros viveu Guimarães e o Vitória pelos olhos e pelas mãos de Neno, que “acabou a carreia aqui e tinha um carinho imenso pelo clube”. Acredita que Neno “abraçou Guimarães de maneira carinhosa e amorosa” e que Guimarães também o acolheu.

© Cláudia Crespo / Mais Guimarães

“Eu adoro o Vitória, tem as mesmas cores que o meu clube no Brasil. Quando ele acabou a carreira, continuei a vir aos jogos e quando perdemos também fico nervosa”, desabafa Simone Barros que confessa que sente que “as pessoas de Guimarães vivem de maneira tão intensa, vivem pelo coração, vestem a camisola do clube”. E adianta ainda: “durante estes anos, aprendi a valorizar e gostar cada vez mais do Vitória”.

“Neno abraçou Guimarães de maneira carinhosa e amorosa.”

Já a filha do eterno embaixador da cidade e do clube, Juliana Barros, diz que “era impossível não ser fã também”. “Sempre que havia uma vitória, sentia-me feliz, porque a casa alegrava-se”, recorda. A ligação à cidade-berço vai ser sempre “especial”.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES