“AS PESSOAS TÊM QUE DEIXAR DE VOTAR EM ILUSÕES”

Depois das críticas ao atraso na execução da obra de desnivelamento da rotunda de Silvares, esta manhã, André Coelho Lima, cabeça de lista da candidatura do PSD no distrito de Braga, lamentou a mesma demora relativamente à via de acesso ao Avepark.

André Coelho Lima afirma que existe um padrão no comportamento do Partido Socialista, tanto a nível nacional como local.  “O padrão é este: quatro anos depois de o Governo ter entrado em funções, em Guimarães, nada se fez. Há um padrão de comportamento que os vimaranenses e os eleitores do distrito de Braga devem avaliar. Muito se falou das intervenções deste governo e nenhuma se fez. Neste distrito e, particularmente neste concelho, nada daquilo que foi prometido aos vimaranenses foi feito”, critica.

O cabeça de lista do PSD pelo distrito de Braga, que é também vereador na autarquia vimaranense, recorda que os socias democratas são contra o projeto da autarquia, “que está orçamentado em quase 20 milhões de euros”. A proposta do PSD, que passa pela requalificação da N101, “mais do que retirar o Avepark do isolamento a que tem estado votado desde a sua inauguração, passaria sobretudo por proporcionar à população das Taipas e de Ponte um meio de circulação rápido e eficaz, para que não se demore meia hora a percorrer seis quilómetros. Além disso, custa 10% daquilo que custa a projetada via do Avepark”, explica. André Coelho Lima acrescenta que a via projetada “em termos de agressão ambiental é enormíssima, é monstruosa”. “Ainda não consegui perceber como é que se consegue aprovar uma obra destas em pleno século XXI”, lamenta.

O social democrata deixou ainda um repto: “as pessoas têm que deixar de votar e avaliar ilusões e começar a avaliar o trabalho. Têm que deixar de apreciar as promessas daquilo que lhes dizem que vão fazer, mas sim o que efetivamente fazem”.

Por sua vez, Emídio Guerreiro, deputado do PSD na Assembleia da República, assinalou que, nos últimos quatro anos, “o investimento público desceu aos níveis mais baixos das últimas décadas”. “2016 e 2017 são os anos de investimento público mais baixos dos últimos 60 anos. Significa que a empresa Infraestruturas de Portugal, aquela a quem compete fazer esta obra, pura e simplesmente ficou sem meios para o fazer”, aponta. Para o deputado social democrata, este investimento “é determinante para que o Avepark seja aquilo que já devia ser há muito tempo: um parque de ciência e tecnologia com empresas que transformem a economia da região”.

Recorde-se que o desnivelamento da rotunda de acesso à autoestrada estará enquadrado na ligação ao Avepark, integrado num programa de valorização das acessibilidades às áreas empresariais.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?