Campanha ibérica integra Guimarães na rota dos patrimónios da Humanidade

Guimarães está entre as cidades distinguidas como Património Mundial da UNESCO para complementar uma diferente oferta turística, numa ligação da região norte de Portugal à região de Castela e Leão (Espanha), através de uma estratégia definida como a rota dos patrimónios da Humanidade.

Esta medida foi anunciada por Luís Pedro Martins, presidente da entidade regional de turismo do Porto e Norte de Portugal, em reunião que decorreu esta quinta-feira, na Câmara Municipal de Guimarães, com as presenças da Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, o presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, a vereadora do Turismo, Sofia Ferreira e ainda o presidente do Turismo do Porto e Norte, Luís Pedro Martins.


A Secretária de Estado definiu algumas medidas a implementar a curto prazo, no âmbito da retoma do setor que foi afetado pela pandemia da COVID-19. Em primeiro lugar destaca a defesa dos postos de trabalho para as pessoas que estão ligadas ao setor do turismo e a intensificação das linhas de apoio aos empresários através de programas do Turismo de Portugal. Rita Marques defendeu ainda a “valorização de projetos intermunicipais” numa lógica de potenciar o território a uma escala abrangente, mas sem descurar as marcas identitárias de cada cidade. Destacou que o Turismo de Portugal “é o braço armado na área da inovação, através de instrumentos de financiamento a empresas que possam apresentar projetos para acrescentar novas experiências turísticas”.

Domingos Bragança solicitou a intervenção da Secretária de Estado no processo da Pousada de Santa Marinha da Costa


O Presidente da Câmara de Guimarães realçou a notoriedade de Guimarães pelo seu património edificado, cultural e de natureza, determinado em afirmar novos segmentos nestas marcas como sendo um destino ambientalmente sustentável. “A marca mais atrativa de Guimarães é o seu património histórico e acrescentará uma autenticidade muito forte na ligação à rota dos patrimónios mundiais da humanidade”, salientou Domingos Bragança.

O Presidente da Câmara solicitou ainda a intervenção da Secretária de Estado no processo da Pousada de Santa Marinha da Costa, com a sua atividade temporariamente suspensa, e evidenciou a estratégia de Guimarães para impulsionar o turismo através de projetos que visam um novo posicionamento dentro e fora do território nacional.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?