Carta Educativa Digital apresentada no Conselho Municipal de Educação

O documento estará disponível brevemente com toda a informação sobre a rede escolar de Guimarães.

O Conselho Municipal de Educação reuniu segunda-feira, dia 26 de abril, numa sessão alargada, convidando todos os parceiros no desenvolvimento do Projeto Educativo Municipal, em sessão presidida por Domingos Bragança.

Destaque para a apresentação da nova plataforma da Carta Educativa Digital/Observatório, que estará brevemente disponível e que terá duas funções: “proporcionar à comunidade e encarregados de educação um maior conhecimento sobre o funcionamento da Rede Escolar em Guimarães e ter dados atualizados que permitam a tomada de decisão mais sustentada nas políticas educativas municipais”, pode ler-se numa nota enviada às redações.

O Presidente da Câmara, Domingos Bragança, destaca que “a educação tem uma atenção muito especial em Guimarães” e que isso se reflete bem nos “inúmeros projetos desenvolvidos para todas as faixas etárias e abrangendo todo o território, pois o acesso à educação é universal, para todos, mas tem em conta a situação desigual de contexto de cada aluno. Os resultados obtidos são reconhecidamente muito bons. Toda a comunidade escolar está de parabéns”.

O Presidente apontou ainda o “amplo investimento no melhoramento do parque escolar, na sequência de múltiplas intervenções nas escolas do concelho e até a reformulação de alguns estabelecimentos”, pode ainda ler-se.

Nesta reunião, procedeu-se também à monitorização do trabalho desenvolvido no âmbito do Projeto Educativo Municipal, com destaque para a formação integral de cada indivíduo ao longo da vida, a exploração do território como um meio de produção e articulação de conhecimentos, a promoção de Guimarães como cidade inteligente que estimula à participação crítica e criativa de todos e a implementação de projetos na área ambiental.

A Vereadora da Educação, Adelina Pinto, salientou que “este projeto foi audaz aquando a sua aprovação em 2016 e hoje está plenamente concretizado, perfeitamente ajustado à realidade atual. O impacto do seu sucesso é bem visível pelo reconhecimento que Guimarães tem conseguido obter”. 

“A Educação Artística, a Atividade Física e Desportiva, a Educação Patrimonial, a Educação Ambiental são eixos estruturantes no trabalho das escolas, numa simbiose perfeita entre o território e as aprendizagens que um aluno do século XXI deve fazer”.

Um dos destaques apresentado foi o resultado referente ao recente Indicador de Equidade, onde compara os resultados escolares dos alunos abrangidos pela Ação Social Escolar. Nos municípios com maior número de alunos, Guimarães destaca-se no 2º e 3º ciclo onde tem o melhor resultado nacional no indicador de Equidade.

O coordenador do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, José Verdasca, evidenciou as práticas de Guimarães como “exemplo a seguir em outros contextos do país”.

O Conselho Municipal de Educação avaliou ainda o esforço do município nas ações realizadas em tempo de pandemia, “no sentido de dar resposta a todas as situações e garantir que nenhuma criança ficasse para trás. num contexto de respostas criadas para os agrupamentos escolares e no sentido de proporcionarem as melhores condições às crianças no cumprimento do programa educativo”.

Quanto ao futuro e a um próximo Projeto Educativo Municipal “deve continuar-se o trabalho desenvolvido e apostar mais no Ensino Secundário e no reforço do Ensino Profissional”, termina a nota.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?