CCVF dá as boas-vindas à nova temporada cultural ao som do Manta

O Centro Cultural Vila Flor volta a convidar a entrar pelos seus jardins e auditórios como convidados especiais no mês de setembro.

© Direitos Reservados

A 15ª edição do Manta dá o pontapé de saída para a nova temporada cultural. O festival acontece a 09 e 10 de setembro: Rodrigo Leão, Noiserv, Sean Riley com The Legendary Tigerman, Meta_ e Tranglomango são os artistas que encabeçam os projetos que se irão apresentar em vários concertos com entrada gratuita ao longo destes dias.  

Em 2022, o Manta apresenta um alinhamento inteiramente nacional marcado pela “originalidade de quatro projetos que atravessam estéticas e gerações diversas”. No dia 09 setembro (sexta-feira), as primeiras notas ressoam no relvado com Mariana Bragada sob nome artístico Meta_ (21h30) que, depois de ter participado nas residências do Westway LAB, regressa a Guimarães para apresentar material de composição original.

Às 22h30 entrará em cena Rodrigo Leão, que surgirá no palco do Manta com o seu “Cinema Project”, trabalho que conta com a participação de um coro juvenil, acompanhado pela sua banda habitual. Rodrigo Leão Cinema Project reúne repertório dos três discos editados em 2020 e 2021 (“O Método”, “Avis 2020” e “A Estranha Beleza da Vida”). O final da noite estará entregue a Jubilee que conduzirá até ao planalto destes jardins para um DJ set que terá início às 23h30 e perdurará até às 02h00. 

Preservando a tradição recente de dedicar uma parte do seu programa a um público mais jovem, o dia 10 de setembro (sábado) começará com o concerto dos “Tranglomango” a ser apresentado às 15h30.


Nesta noite de sábado, o relvado e as mantas voltarão a estender-se. Noiserv (21h30) abrirá a viagem sonora da segunda noite. Criado pelo músico David Santos, Noiserv é considerado um dos mais criativos e estimulantes projetos musicais surgidos em Portugal na última década. 2020 marcou o seu regresso às edições discográficas com um trabalho escrito inteiramente em português.

Segue-se a atuação da dupla Sean Riley e The Legendary Tigerman (22h30) que, a partir de uma viagem com rota inicial inspirada na beat generation cujo destino seria Tanger, acabaria por rumar ao sul de Espanha e escrever um disco juntos, esse mesmo que vêm apresentar no jardim do Centro Cultural Vila Flor. Partindo de onde tinham ficado em 2018 com “California” – álbum gravado em motéis durante uma road trip no estado norte americano – voltam agora aos discos com “Andaluzia”.

À semelhança do dia anterior, a relva do jardim irá erguer-se e vibrar ao som de um DJ set às mãos de Isidro Lisboa entre as 23h30 e as 02h00. 

CCVF assinala 17º aniversário

Uma semana depois, a 17 de setembro, a celebração prossegue com a dança contemporânea a fazer-se sentir no Grande Auditório Francisca Abreu para assinalar o 17º aniversário do CCVF com a estreia nacional de “Larsen C”, de Christos Papadopoulos. Neste dia, às 21h30, receberemos um dos “mais inovadores coreógrafos da dança contemporânea”. Através das suas peças hipnóticas, Papadopoulos tem o poder de questionar a nossa perceção da realidade. 

Em “Larsen C”, a metáfora de um iceberg gigante em processo de descongelamento ressoa nos corpos dos bailarinos num movimento sugestivo e fluido como vibrações orgânicas e cinéticas, numa sequência onírica e interminável de ondulações do corpo no espaço, como ondas que pulsam juntamente com todos os elementos envolventes, desde a luz ao cenário e aos sons. Habituado a apresentar os seus espetáculos nos maiores palcos da Europa, Christos Papadopoulos vem a Portugal exclusivamente para celebrar o 17º aniversário do CCVF,prevendo uma apresentação “única e imperdível”.

As celebrações contemplam ainda uma inictiva ambiental. De forma a mitigar a pegada ecológica, no espetáculo “Larsen C” – e por via do projeto “Guimarães mais Floresta” irá realizar a plantação de uma árvore por cada espectador presente na comemoração do 17º aniversário do CCVF, em linha com o objetivo de Guimarães se tornar numa cidade mais verde, mais sustentável e climaticamente neutra, até 2030.
O espetáculo comemorativo do 17º aniversário do CCVF será integrado na edição ‘Green Week’ 2022, que decorrerá entre os dias 16 e 18 de setembro. Após o espetáculo, no dia 18 de setembro, será efetuada a primeira iniciativa de plantação.

Neste dia haverá ainda uma anti-leitura promovida pelo Teatro Oficina, pelas 18h00. Sempre de entrada gratuita e abertos a todas as idades, é dada uma cópia do texto de teatro a cada pessoa, que terá a liberdade de escolha para ler ou não. Nada é obrigatório e é tão simples como isto: pessoas que se juntam para ler teatro, e falar do mundo a partir do teatro.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?