CCVF integra novo programa de apoio à Criação Artística na área das Artes Performativas

O Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, o Espaço do Tempo, em Montemor-o-Novo e o Cineteatro Louletano, em Loulé,  lançaram um novo programa de apoio à Criação Artística na área das Artes Performativas denominado Projeto CASA, integrando uma residência de longa duração, bem como as respetivas antestreia, estreia absoluta e subsequente apresentação.

© Joana Meneses / Mais Guimarães

Cada apoio, no montante de 25.000 euros, inclui uma residência de 10 semanas com todas as despesas de estadia e alimentação incluídas. O Projeto CASA procura ser um estímulo à criação nas áreas da dança, teatro, performance e cruzamentos disciplinares e um contributo para um apoio à criação nas referidas áreas. 

Este programa visa contribuir para o desenvolvimento e sustentabilidade dos percursos dos criadores nacionais ou residentes em Portugal. Procura igualmente incentivar a experimentação e renovação das linguagens de palco, propondo um processo criativo alicerçado em residências de longa duração dando resposta às necessidades técnicas e de produção dos artistas selecionados.  

O Espaço do Tempo assegura o acolhimento em residência para os projetos selecionados, por um período de oito semanas, onde se inclui a respetiva antestreia. Após este período, a equipa do projeto usufruirá de mais duas semanas de preparação em residência (seja no Centro Cultural Vila Flor ou no Cineteatro Louletano) incluindo a respetiva estreia absoluta, após a qual deverá apresentar a sua criação na restante entidade coprodutora.  

Durante o período de criação, antestreia, estreia absoluta e seguinte espetáculo, serão garantidas todas as despesas de estadia e refeições, bem como comparticipadas as deslocações. Os espaços de ensaio serão tecnicamente equipados, usufruindo ainda os artistas de apoio técnico e produção.

Neste aviso de abertura, serão selecionados dois projetos a ter lugar em 2023. O primeiro, orientado para o teatro e cruzamentos disciplinares, terá estreia nos Festivais Gil Vicente, no Centro Cultural Vila Flor (Guimarães), entre 01 e 10 de junho. O segundo projeto selecionado, na área da dança e cruzamentos disciplinares, terá estreia no Cineteatro Louletano, no âmbito da abertura da temporada, entre 11 e 22 de setembro.  

O júri, pertencente às três instituições parceiras do Projeto CASA, será constituído por Rui Horta, Pedro Barreiro, Rui Torrinha, Dália Paulo e Paulo Silva. As candidaturas estarão abertas entre 21 de julho e 11 de setembro de 2022, encontrando-se disponível o formulário de candidatura no website das três instituições. Os resultados serão divulgados a 22 de setembro de 2022. 

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?