CDU lamenta “manobras de propaganda política” com a Praia Seca

A CDU vem dizer em comunicado que “o chumbo (da praia fluvial) só surpreende quem vive fora da realidade”.

“A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), única entidade competente no licenciamento de praias fluviais, afogou as pretensões da atual e antiga Junta de Freguesia de Caldelas ao pronunciar-se negativamente sobre o licenciamento da Praia Seca para banhos de rio”, constata a CDU de Guimarães.

A CDU critica os anúncios, por autarcas de PSD e PS, da despoluição do rio Ave e lembra que a autorização das margens pelas populações é uma responsabilidade da APA. Para a CDU tratam-se de “manobras de propaganda política irresponsável e perigosa”. A água do rio, embora menos poluída continua imprópria para os banhistas, lembra a CDU.

“O chumbo só surpreende quem vive fora da realidade”, alerta a CDU.

“Alguns dos poluidores tem cadastro e mantêm boas e estáveis relações comerciais com a Câmara, outros possuem licença de laboração emitida pela APA o que é incompreensível pelo rasto de violações acumuladas e denunciadas”, acusa a Comissão Coordenadora da CDU vimaranense.

A CDU critíca ainda os recurso financeiros que foram afetados a este projeto, “sem a certeza do licenciamento da Praia Seca para banhos”.

Lembra ainda, a CDU, que de demarcou destas movimentações “que não estão na competência da Junta” e lembra que a competência para abrir a Praia Seca é da APA.


A CDU insta a Agência para o Ambiente, a Câmara e a Junta de Freguesia a suspenderem “as manobras de ilusionismo com que procuram incutir a ideia de as praias das margens do Ave estarem próprias para banho”.

Sugerem que no lugar desta “manobras “sejam feitas ações de fiscalização permanente e identificação dos poluidores, “com suspensão da atividade e cassação da licença industrial”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?