Clube Caçadores das Taipas e escola EB 2,3 de Caldas das Taipas recebem medalha de honra

junta de freguesia de Caldelas pretende atribuir a medalha de honra ao clube Caçadores das Taipas e à escola EB 2/3 de Caldas das Taipas

taipas barra

A junta de freguesia de Caldelas pretende atribuir a medalha de honra da freguesia de Caldelas ao clube Caçadores das Taipas, que completa o seu centenário em 2023, e à escola EB 2,3 de Caldas das Taipas, que perfaz 50 anos de existência também este ano. 

© Direitos Reservados

Na proposta subscrita pelo presidente da junta de freguesia, Luís Soares, lê-se que o Clube Caçadores das Taipas “é um clube desportivo de referência na vila, o mais antigo da freguesia de Caldelas, o segundo mais antigo do concelho de Guimarães e o terceiro clube mais antigo da Associação de Futebol de Braga”. Sendo um dos nove clubes reconhecidos como Sócio Honorário da Associação de Futebol de Braga, desde a sua fundação, em 1923, manteve atividade ininterrupta, “contribuindo decisivamente para a promoção do desporto e da freguesia e das suas gentes, através da formação dos mais e menos jovens que por ação do clube se tornaram melhores cidadãos”.

Luís Soares explica que o ano de 2023, ano do centenário, “deve ficar na memória coletiva de todos e da comunidade, mas sobretudo como um ano de reconhecimento pelo trabalho desenvolvido e de estímulo para o futuro da instituição e dos desafios que se lhe colocam. Atribuir a medalha de honra da freguesia é homenagear o clube e os muitos associados, diretores, atletas e colaboradores engradeceram o património da instituição e da Vila e que, por esse motivo, também são merecedores desta homenagem”, acrescenta.

No que diz respeito à escola EB 2,3 de Caldas das Taipas, a junta de freguesia justifica a proposta com a “importância da escola para a comunidade”, pois desde a abertura, em 1973, “tem sido uma instituição de enorme relevo para todos os taipenses, sempre teve uma forte ligação com a comunidade envolvente, com as empresas, as cutelarias, com as entidades desportivas e com todos nesta vila”.

“De forma a fazer desta uma escola diferente, tem sido, ao longo destes 50 anos de história, um importante referencial educativo e formativo, contribuindo para o progresso e o desenvolvimento deste território onde está inserida. Ao longo deste meio século de atividade acompanhou as transformações da sociedade, conseguindo dar resposta à diversidade de públicos que a frequentam”, explica a junta de freguesia lembrando ainda a “base humanista em que se valorizam a cidadania ativa, a exclusão cultural e social, a inclusão escolar, o desenvolvimento e a participação ativa dos elementos da comunidade educativa, sedeada no princípio da igualdade de oportunidades de acesso à educação, escola para todos, constitui-se como um elevador social, especialmente importante para os alunos de meios social e culturalmente mais desfavorecidos”.

As propostas serão discutidas na assembleia de freguesia agendada para esta noite, e entregues na sessão comemorativa do dia 19 de junho, dia de elevação de Caldelas a vila.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES