COMIDA ABANDONADA EM OLEIROS FOI ATIRADA POR APENAS UMA FAMÍLIA

@ Emília Monteiro/jn

A notícia de que centenas de bens alimentares, peças de vestuário, medicamentos e brinquedos foram abandonados numa bouça em S. Vicente de Oleiros, Guimarães, tem novos avanços. De acordo com o Jornal de Notícias, órgão que noticiou o sucedido, o abandono dos bens foi feito apenas por uma família, natural da vila de Joane, do concelho de Vila Nova de Famalicão.

Desde o dia 21 de maio que a Junta de Freguesia de Oleiros alertou a GNR para este depósito. Segundo o JN, “foram ainda encontrados vários comprovativos de receção de cheques, com valores semelhantes aos atribuídos aos beneficiários do rendimento social de inserção”. Ainda na notícia no jornal de hoje, a família estava a ser acompanhada por várias Instituições de Solidariedade Social (IPSS), que “não teriam conhecimento do múltiplo apoio recebido pelo agregado familiar e os apoios continuaram a ser entregues”. A comida é entregue através de um programa alimentar e não pode ser vendida ao público. Os produtos mais antigos tinham data de validade até 2010 e os mais recentes até 2017.

De acordo com André Lamas Leite, professor de Direito Penal na Faculdade de Direito do Porto, contactado pelo Jornal de Notícias, explicou que, caso seja provado que a família terá deitado fora bens que poderiam ter sido encaminhados para outras famílias, poderá ter de responder a um processo civil e ser obrigada a pagar o valor dos bens abandonados.

O caso está entregue à GNR das Taipas.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?