Comissão informa “que as Festas se vão realizar”, como conseguirem

Leia o comunicado da Comissão de Festas Nicolinas na íntegra.

“Na sequência da reunião desta tarde com a sub comissão de protecção civil, a Comissão de Festas Nicolinas 2021 vem por este meio mostrar o seu desagrado com a decisão da Câmara Municipal de não emitir as licenças necessárias para a realização do cortejo do pinheiro.

Durante os últimos tempos trabalhamos arduamente, de sol a sol, para realizar as nossas Festas para os Nicolinos. Não ficamos só com desejos. Saiu-nos do corpo.

Esta semana tivemos uma reunião com as Autoridades, na Câmara, sobre as Festas. Esta reunião foi convocada depois de enviarmos um Plano de Contingência para o Pinheiro. Nessa reunião, depois de analisado o plano pela Autoridade de Saúde, ficou combinado que iriam ser enviadas algumas alterações e que iria ser emitido um parecer sobre o Pinheiro. O parecer classificaria o evento como de alto risco, mas não por causa do cortejo.

A Autoridade de Saúde afirmou que o problema eram os ajuntamentos, que iam acontecer com ou sem cortejo. Mais valia um cortejo organizado sensibilizando a população. Isto foi enviado por mail ontem à noite tal como previsto. Confirmou-se que não havia impedimentos na lei. Nessa reunião também a Câmara se comprometeu a emitir as licenças depois do mail da autoridade de saúde, porque não autorizar a realização do cortejo quando isso não resolvia o problema era hipócrita.

Depois deste acordo disseram que isto podia mudar se as medidas nacionais entrassem antes do pinheiro. Não entraram.

Combinamos que a Comissão ia trabalhar em conjunto com a Câmara e com as instituições para diminuir os contágios do Pinheiro. Quinta-feira fomos gravar vídeos de sensibilização para o Pinheiro com o departamento de comunicação da Câmara, a pedir à população para usar máscara no cortejo e cumprir as regras. Saíam no fim de semana.

Hoje voltamos a ser chamados para reunir. Chegamos no fim de uma reunião da proteção civil, para nos comunicarem uma decisão. Não respeitaram o compromisso que fizeram assim como apenas nos informaram da sua decisão. Hoje não sabemos para que fizemos um plano de contingência, tivemos uma reunião e gravamos os vídeos.

As Festas são dos Nicolinos, são da cidade e dos Vimaranenses. Aceitamos sempre a ajuda mas nunca estamos dependentes dela. A Comissão informa por isso que as Festas se vão realizar, como conseguirmos. As tradições também se adaptam aos tempos, e os Nicolinos são mestres a improvisar.

Vemo-nos amanhã na moina.”

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?