Cotrim Figueiredo defende para Portugal o liberalismo que “tem produzido desenvolvimento” noutros países

A comitiva da Iniciativa Liberal passou na tarde desta quarta-feira, dia 26, por Guimarães. Do cimo de um autocarro caracterizado com a cores do partido, com hits dos anos 80 e 90 como pano de fundo, o líder nacional, Cotrim Figueiredo, e o cabeça de lista ao distrito, Rui Rocha, acompanhados de cerca de três centenas de apoiantes, acenaram aos vimaranenses.

© Eliseu Sampaio / Mais Guimarães

E foi num tom bem disposto que Cotrim Figueiredo comentou, ao Mais Guimarães, o facto das sondagens dos últimos dias terem apontado para uma subida da direita nas intenções de voto, comparativamente com os dados recolhidos nos primeiros momentos da campanha eleitoral.

Cotrim Figueiredo considera que a possibilidade da formação de um Governo de direita “é a materialização de uma coisa que já sentíamos que estava a existir. Demonstra, por um lado, o grande desgaste da geringonça e do PS em particular e, por outro, também uma crescente afirmação das ideias alternativas”.

Neste particular, diz o líder liberal, que “é mais mérito do Iniciativa Liberal que está a colocar temas novos na agenda, que são verdadeiramente diferentes e disruptivos, e estamos a obrigar o PSD a vir discuti-los também”.

Cotrim Figueiredo enuncia os temas do crescimento, da reforma do SNS, da redução “rápida” do IRS, “sem esperar por 2025”, ou o tema da reforma da Segurança Social, que considera serem temas que a Iniciativa Liberal apresenta com “grande detalhe” no seu programa.

“As pessoas não têm dado conta, mas os dois partidos (IL e PSD) sobem ao mesmo tempo porque são complementares de facto, muito mais do que alternativos”.

Cotrim Figueiredo

Cotrim Figueiredo, diz ainda sentir que as pessoas “estavam à espera desta lufada de ar fresco, destas coisas novas. E mesmo considerando que o PSD tem um papel central na alternância ao Partido Socialista, reconhecem que só com a Iniciativa Liberal é que um governo do PSD não será demasiado parecido com o do PS”.

Nesta campanha para as legislativas, o partido liberal adotou o lema “o liberalismo funciona”, e Cotrim Figueiredo defende-o, referindo que existe já em muitos países e “tem produzido desenvolvimento, fazendo falta em Portugal”.

Questionado pelo Mais Guimarães sobre a importância do partido eleger deputados pelo circulo eleitoral de Braga, o terceiro círculo que mais deputados elege, depois de Lisboa e Porto, o líder liberal diz ser relevante “mais do que pela questão numérica, é também pela importância histórica que Braga tem, e porque o Iniciativa Liberal apresenta um cabeça de lista ao distrito da “maior qualidade, dos melhores quadros políticos que já encontrei na iniciativa Liberal, o Rui Rocha, que merece a confiança de todos os minhotos”, terminou.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?