Covid-19: Estudo diz que Guimarães é um dos concelhos onde o risco de propagação é maior

Estudo da consultora PSE tem uma amostra de 3.500 pessoas e abrange 45 concelhos portugueses.

© João Bastos/ Mais Guimarães

A consultora portuguesa PSE, através de uma aplicação para telemóvel, está a medir o nível de confinamento dos portugueses ao longo da pandemia da covid-19 e aponta um conjunto de concelhos onde o risco de propagação da covid-19 é maior e onde se podem esperar maiores taxas de crescimento de contaminação. Guimarães dos concelhos em maior risco. A lista conta ainda com os concelhos de Ílhavo, Paredes, Felgueiras, Barcelos, Penafiel, Paços de Ferreira, Guimarães, Gondomar, Santo Tirso e Trofa.

O estudo da consultora PSE conta com uma amostra de 3.500 pessoas que aceitaram descarregar uma aplicação para o seu telemóvel e abrange 45 concelhos portugueses. As pessoas que participaram no estudo são das regiões do Grande Porto, Grande Lisboa, Litoral Norte, Litoral Centro e do distrito de Faro e “não há planos para alargar a outras regiões do país”. “A consultora cruzou os dados da taxa de contaminação por Covid-19 em cada um dos 45 concelhos abrangidos pelo estudo, com a mobilidade real das populações”, aponta a Lusa.

O domingo de Páscoa “foi o dia em que se cumpriu um maior confinamento: 79% permaneceu em casa e 93% próximo de casa”. Uma subida considerável com os dados de 2019 do mesmo dia, em que “apenas 30% a 36% das pessoas permanecia em casa”. O valor mínimo foi registado no dia 08 de abril, quando 54% da amostra estava em casa.”Avaliando o nível de confinamento em casa, desde o início de março, vemos que os portugueses aderiram massivamente às orientações das autoridades, mas com algumas variações”, refere a empresa, citada pela agência.

“De acordo com a empresa, os dados já foram disponibilizados à Direção-Geral da Saúde, não tem ainda recebido resposta da entidade quanto à sua utilização.”

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?