Dérbi concelhio termina empatado

O Vitória empatou com o Moreirense a um golo e desperdiçou uma excelente oportunidade para ultrapassar o Rio Ave no sexto lugar. Uma igualdade que se ajustou à produtividade dos dois conjuntos, mas que foi ao encontro das necessidades do Moreirense na luta pela manutenção. Após um início de jogo frenético, com oportunidades nas duas balizas, o golo apenas surgiu da marca dos onze metros. Edwards abriu o livro de magia e driblou vários adversários, mas acabou por ser derrubado por Iago Santos. Pêpê Rodrigues foi certeiro no remate, apesar de Pasinato ainda ter tocado na bola.
O Vitória entrou em campo com histórico favorável e confirmou essa tendência ao intervalo. Mas, à semelhança do que tinha acontecido na última jornada, no reduto do Belenenses SAD, a qualidade de jogo baixou consideravelmente nos segundos 45 minutos. Adormecidos na abordagem ao jogo, o Moreirense soube aproveitar e, fruto do domínio exercido nos primeiros 15 minutos, justificou a igualdade. Gabrielzinho apareceu na cara de Douglas e não vacilou.
A qualidade de jogo foi baixando e o desgaste físico afetou jogadores e equipa de arbitragem. Gabrielzinho e Bilel saíram com queixas e Nuno Eiras teve de ser substituído por Sérgio Guelho.
Ivo Vieira e Ricardo Soares procuraram no banco de suplentes dar frescura física e qualidade à partida. Mas sem o sucesso desejado, dado que os elementos lançados em jogo pouco acrescentaram ao jogo.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?