DGS avança com eventos-piloto para perceber se os festivais de verão podem acontecer

A Direção-geral de Saúde aceitou a realização de eventos-piloto para avaliar a possibilidade de se realizarem espetáculos culturais, como por exemplo festivais, no verão. 

A ideia é permitir a realização de eventos-piloto em dois recintos, no Pavilhão Rosa Mota, no Porto, e no Campo Pequeno, tentando criar um ambiente de bolha.

Já existe um esboço apresentado pela Associação de Promotores de Espectáculos, Festivais e Eventos (APEFE) e pela Associação Portuguesa de Festivais de Música (APORFEST) com algumas linhas orientadoras para os eventos.

Esse mesmo esboço prevê que os participantes dos eventos terão de fazer um teste rápido à covid-19 72 horas antes do evento, repetir o teste à entrada do recinto e, 14 dias depois, responder a um inquérito e serem novamente testados.

O uso de máscara nos eventos será ainda obrigatório. Quem está vacinado também poderá entrar no evento.

É de salientar que ainda não há datas para que aconteçam, contudo sabe-se que não se realizam antes de terminar o confinamento geral.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?