DISCUSSÃO PÚBLICA DO PLANO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL EM CURSO ATÉ DEZEMBRO

No final da reunião do Executivo Municipal, que teve lugar na manhã desta quinta-feira, 15 de novembro, o presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, na habitual Conferência de Imprensa, apelou a todos os cidadãos para que participem da discussão pública do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável, em curso até 31 de dezembro de 2018, sendo realizada uma reunião plenária no dia 07 de dezembro, às 21h30, na Plataforma das Artes e da Criatividade.
 
Para Domingos Bragança, a participação de todos é muito importante, uma vez que estamos perante um plano que vai determinar o futuro da mobilidade em Guimarães, e onde estão vertidas as estratégias que pretendem dar resposta a sete áreas de intervenção: A Cidade que Caminha (Rede pedonal e sua qualidade), A Cidade Ciclável (Rede, sistema e incentivo à mobilidade ciclável), A Promoção dos Transportes Públicos (Serviço, Infraestrutura e Material circulante), A Otimização do Sistema Viário (Rede viária, estacionamento e logística), A Integração de Modos (Intermodalidade), As Dinâmicas do Planeamento da Mobilidade (Instrumentos de Planeamento) e A Introdução de Nova Cultura de Mobilidade (Sensibilização e Formação).

O presidente da Câmara, a esse propósito, destacou alguns dos projetos já discutidos em anteriores reuniões do executivo, como é o caso do fechamento da variante urbana – na ligação desde a saída da autoestrada em Pinheiro, Rodovia de Covas e Mesão Frio –, o descongestionamento da Avenida D. João IV – com a construção de um novo arruamento previsto no projeto do Monte Cavalinho e com uma nova ligação à zona do Teleférico –, a resolução do estrangulamento na rotunda do salgueiral/Rodovia – na saída para o Multiusos –, a mobilidade ciclável e pedonal e o Tramway (ou metro de superfície) que está a ser trabalho em sede do Quadrilátero e que, segundo Domingos Bragança, poderá  envolver a Área Metropolitana do Porto  e constituir-se como um desígnio nacional.

As peças escritas e desenhadas do Plano Sustentável de Mobilidade Urbana podem ser consultadas no site do Município de Guimarães, no endereço.  

Na mesma Conferência de Imprensa, Domingos Bragança referiu-se à anulação do concurso de reabilitação da Estrada Municipal 582, entre Fermentões, Pencelo e Selho S. Lourenço, justificando-a, para além da fundamentação técnico-jurídica, pelo facto do projeto de reabilitação do Parque Industrial de Selho S. Lourenço e Pencelo prever uma intervenção em parte do troço. “Não faz sentido estarmos a intervir agora para, mais tarde, ter que desfazer parte do que foi feito”, explica. “A ambição do executivo é muito maior e bem mais abrangente, pois queremos requalificar a E.M. 582, rua Eng. Duarte do Amaral, em Selho São Lourenço – Pencelo – Fermentões,  o Parque Industrial de Selho S. Lourenço e Pencelo, alargar a Ponte de Aldão, requalificar a rua 24 de Junho em Aldão até ao centro de Atães e intervir com uma rotunda no  entroncamento de ligação a Selho S. Lourenço de quem vem na estrada de São Torcato”, disse Domingos Bragança.

Prevê-se, salvo incidentes processuais, que o lançamento das obras a concurso aconteça durante o 1º trimestre de 2019, sendo o investimento na ordem dos 03 milhões e 500 mil euros.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?