Do Condado ao Reino: Feira Afonsina com inscrições abertas e “ajustes no funcionamento”

Estão já definidas as normas de participação da próxima edição da Feira Afonsina, a decorrer entre os dias 23 e 26 de junho, retratando o período “Do Condado ao Reino”. Depois do cancelamento das edições de 2020 e 2021 devido à pandemia, a Feira Afonsina regressa em 2022 e privilegiará o papel do Clero.

© Joana Meneses

Este ano, a inscrição é gratuita para as entidades privadas, associações, coletividades, bares, restaurante e comércio local interessado em participar. Deve ser feita até ao dia 29 de abril, por correio, para o e-mail ([email protected]) ou entregue em mão no Palácio Vila Flor. No que aos voluntários diz respeito, ainda não foram divulgadas informações.

Paulo Lopes Silva registou o regresso da Feira Afonsina com “satisfação”. “Foram dois anos muito duros para toda esta área da cultura, da animação e dos eventos e que precisam naturalmente de regressar”, lamentou.

A Feira Afonsina, este ano, regressa com “ajustes no seu funcionamento”, explicou o vereador da Cultura. Relativamente à última edição, à animação itinerante e decoração na Vila de Baixo da zona do Centro Histórico, serão acrescentadas as zonas temáticas.

Haverá ainda a possibilidade de inscrição para mercadores das várias tipologias para algumas das ruas desta zona. Para além dessa alteração, Paulo Lopes Silva frisa a alteração ao valor da participação. “Este ano, decidimos prescindir dessa receita. Entendemos que estes diferentes comerciantes terão passado também por dois anos de grande dificuldade e, portanto, é um impulso para que possam retomar”.

As inscrições estão abertas a privados, particulares, associações e entidades coletivas. A intenção do município é, “havendo uma redução, porque não vai haver uma área tão larga de comerciantes, haver uma priorização às entidades locais e às entidades associativas”. A Feira Afonsina, acrescenta Paulo Lopes Silva é, “muitas vezes, uma fonte importante das suas receitas e da sua dinâmica associativa regular, que permite depois alavancar outras áreas da atividade”.

Feira Afonsina de regresso ao Centro Histórico

Ricardo Araújo, vereador eleito pela Coligação Juntos por Guimarães, destacou o regresso do evento à Vila de Baixo, “o sítio de onde nunca devia ter saído”. “Foi um erro a deslocalização que ocorreu em 2019”, disse na reunião de Câmara de quinta-feira, 24 de março.

O vereador da Cultura da Câmara Municipal não chama “deslocalização” à questão de 2019 e lembra que as praças do Centro Histórico estavam decoradas, assim como a “animação itinerante que passou maioritariamente pela praça Santiago e pelo largo da Oliveira”.

Houve, explica, uma concentração, “de forma mais intensa, no Monte Latito, das áreas temáticas”.

900 anos da Batalha de São Mamede

Paulo Lopes Silva aproveitou para levantar o véu sobre a 10.ª edição que retrata o período “Do Condado ao Reino”. “Vamos focar em temáticas daquele período específico da história que nos permita concretizar esta estratégia, até 2028, de nos irmos focando nos 900 anos da Batalha de são Mamede”, divulgou.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?