“EM CONCRETO” VAI DESTECER O ARTESANATO NA CASA DA MEMÓRIA

Encontro volta a ser destaque na Casa da Memória e acontece a 13 de dezembro. Desta vez, o tema é o artesanato.

© Paulo Pacheco

No dia 13 de dezembro, a Casa da Memória, o Património Cultural Imaterial volta a estar em destaque no encontro “Em Concreto”. A iniciativa é organizada pel’A Oficina e pelo Centro em Rede de Investigação em Antropologia da Universidade do Minho (UMinho). Uma vez mais, o encontro debruça-se sobre questões relacionadas com o Património Cultural Imaterial e, desta feita, o tema é o artesanato. A intenção é a mesma das duas edições anteriores: trabalhar a partir de experiências de terreno. Na mesma ocasião, será lançado o 13º volume da revista de estudos em património cultural, Veduta.

Em comunicado, a Oficina escreve que o artesanato encontra-se “numa altura de grandes e diversas incertezas”. “Os usos mais frequentes da palavra artesanato e dos seus derivados indicam que está com frequência associada a diversas certezas, por vezes contraditórias”, pode ler-se no documento. Segundo a cooperativa municipal, “importa destecer as imagens que lhe são associadas, de modo a tentar perceber as razões da sua persistência perante a evidência da sua desadequação à realidade. Procurar-se-á, sobretudo, idealizar instrumentos e orientações de reflexão e de intervenção mais adequados e eficazes”.

O programa desta edição ‘Em Concreto’ tem apresentação de Jean-Yves Durand (CRIA-UMinho) e Catarina Pereira (A Oficina – Centro de Artes e Mesteres Tradicionais de Guimarães). O evento conta com a participação de Ana Pires, Graça Ramos (Associação Portugal à Mão), João Ribeiro da Silva (DRCN – Direção Regional de Cultura do Norte), Bebiana Pereira, Rosa Azevedo, Vera Alves, Ana Saramago (Hardcore Fofo), Conceição Rios, Cristina Vilarinho e Alberto Azevedo (Projecto A2), Rita Ruivo (Bordar em Português), Susana Calado Martins e Marco António Santo (Barroca – produtos culturais e turísticos). O programa termina com uma visita à Loja Oficina, por altura da inauguração da exposição Maria Fernanda Braga – Retrospetiva 20 anos. A entrada neste encontro, que decorre entre as 9h30 e as 18h00, é livre mediante inscrição prévia até ao próximo dia 09

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?