Em dia de aniversário, “celebramos o passado e projetamos o futuro”

Numa cerimónia que decorreu no Paço dos Duques de Bragança, Miguel Pinto Lisboa, presidente do clube, e José Antunes, presidente da Assembleia Geral, entregaram os emblemas de 75 anos de sócio, e foi ainda apresentado o programa das comemorações do centenário do Vitória.

© Joana Meneses/Mais Guimarães

Miguel Pinto Lisboa apresentou o 99.º aniversário como um dia em que “celebramos o passado e projetamos o futuro”, e, por isso, acredita que “os vitorianos percebem e concordam que, num dia como este, o clube distinga e homenageie aqueles que mantêm com o Vitória uma relação umbilical e que perdura por décadas da nossa história coletiva”.

“A história de um clube é feita de grandes momentos desportivos e ídolos que passam de geração em geração, de gente que, com o Rei ao peito, conquistou os estádios e pavilhões. Todos os feitos, porém, só têm relevância na exata medida em que tocam e mudam a vida de pessoas como nós, adeptos incondicionais do Vitória”, sublinhou o presidente do Vitória.

Sócios terão voz ativa nas celebrações do centenário

Projetando o futuro, Fernando Ribeiro, membro da comissão do Centenário, apresentou o ano que está a começar como um momento que “tem que servir para divulgar a história, um momento de debate sobre o presente do clube, um momento coletivo em que compreendemos de onde viemos, onde estamos e para onde queremos ir”. 

Promover debates, lançar livros e realizar torneios desportivos são algumas das ideias já pensadas para o 100.º aniversário do clube. Iniciativas que, para Fernando Ribeiro, “permitem agradecer o nosso passado, fortalecer o presente, perspetivar o futuro, reforçar a ligação à comunidade e aumentar a visibilidade do Vitória”. A inauguração do mini estádio vai também acontecer durante o ano de centenário. A 27 de janeiro de 2022, decorrerá uma homenagem a Neno, no dia em que celebrava 60 anos.

Também os sócios terão uma voz ativa ao longo de todo o ano, através de um email criado para o envio de ideias. “O contributo de todos sócios é importante e muito bem vindo”, destacou o membro da comissão, convidando os sócios a “serem parte integrante desta união, fazendo ouvir a sua voz sempre ativa na construção de um ano histórico na vida deste clube”.

“A alma do Vitória são os seus associados”

Miguel Pinto Lisboa

Foram distinguidos, no início da cerimónia, quatro sócios que completaram 75 anos de filiação, Armando Gomes Alves, sócio número quatro, José Francisco, sócio número cinco, Francisco Gusmão, sócio número seis, e José Guimarães, sócio número sete.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?