fbpx

EMPREITEIRO CONDENADO A PAGAR 333 MIL EUROS POR DERROCADA EM 2013

O processo judicial relativo a uma derrocada em Mesão Frio, em 2013, foi concluído, com o empreiteiro das vivendas de luxo situadas no local a ser condenado ao pagamento de quase 333 mil euros pelas obras de reparação, custeadas pela Infraestruturas de Portugal. A informação é avançada pela edição de hoje do Jornal de Notícias.

A derrocada colocou em risco um lote de vivendas de luxo, não tendo causado qualquer vítima mortal. Apenas um carro foi abalroado na altura, pertencente a um dos moradores das vivendas, e as vivendas ficaram inabitáveis durante cerca de oito meses. O Tribunal da Relação de Guimarães deu conta de que o aterro feito para a construção não tinha em conta a passagem de água por baixo do terreno que, com as chuvas, acabou por acumular e provocou a derrocada, tendo por isso condenado o empreiteiro responsável.

Os dois engenheiros que, na altura, aprovaram a obra, foram ilibados.

A derrocada cortou o acesso, pela variante da EN 101, entre Guimarães e Fafe durante 16 dias.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?