EX-ALUNOS DA U-MINHO COM SAPATOS VEGAN “MADE IN GUIMARÃES”

O conceito é simples, apesar de poder soar estranho à primeira. Cinco ex-alunos da Universidade do Minho estão neste momento a trabalhar com uma marca de sapatos vegan, baseando-se na ideia de que não é necessário utilizar animais para produzir calçado e roupa. Guimarães é uma das cidades onde este calçado tem vindo a ser produzido.

O conhecimento técnico aliado aos valores pessoais dos fundadores, deu origem a uma marca de calçado que não recorre a materiais de origem animal para a sua produção. De um modo simples, a ideia transmitida é de que este é, nada mais nada menos, do que calçado vegan. “A ideia de criar sapatos vegan surgiu do nosso entendimento de que não necessitamos de utilizar animais nas nossas peças de roupa e calçado, isto é, que não é uma necessidade básica, mas sim uma ideia arcaica e irracional que fomos enraizando e levando ao extremo ao longo dos tempos”, começou por explicar Sara Pinheiro, responsável pela comunicação.

Com o principal objetivo bem delineado, a ideia é sensibilizar as pessoas e, com a criação de modelos modernos, levá-las a alterar as suas práticas. Até ao momento, o feedback tem sido positivo. “O nosso principal objetivo é tornar as pessoas mais conscientes e sensibilizá-las para questões que não nos são, de todo, indiferentes, isto é, questões ambientais, animais e até sociais que fazem parte do nosso ADN. Através da criação de modelos modernos, mas intemporais, queremos permitir às mulheres comprar menos calçado ao ano, mas comprar calçado com qualidade e ecológico que lhes permite uma grande variação de looks”, revelou Sara Pinheiro.

“As pessoas têm sido muito recetivas ao nosso projeto. Das vendas que temos feito, o feedback tem sido muito positivo e ainda não recebemos qualquer tipo de reclamação no que toca à qualidade dos sapatos. Dado que apenas temos coleção feminina, o público tem sido igualmente feminino. No entanto, estamos constantemente a receber pedidos, por parte do público masculino para lançarmos uma coleção para este mercado”, acrescentou.

Depois do surgimento da ideia foi necessário avançar com a produção do calçado e, nesse campo, Guimarães não passou ao lado. Atualmente, existem duas fábricas no concelho a trabalhar com a marca, produzindo sobretudo sapatilhas.”Cada fábrica tem as suas particularidades e tentamos ajustar a nossa produção à especialidade de cada uma, isto é, umas têm mais aptidões para sapatilhas e outras para botas, por isso, nós distribuímos a nossa produção em função das suas competências. Por exemplo, em Guimarães costumamos produzir mais sapatilhas”, concluiu Sara Pinheiro.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?