Expulsão de Mumin condicionou estratégia

Foto VSC

O Vitória saiu derrotado na visita ao F.C.Porto, 2-1, nesta noite de domingo, em partida referente à 12ª jornada da Liga. Após uma primeira parte de bom nível, a estratégia vitoriana ficou condicionada com a expulsão de Mumin.

Os primeiros 45 minutos tiveram qualidade e houve ocasiões nas duas balizas. A primeira pertenceu a Bruno Duarte, mas o brasileiro, a escassos metros da baliza, foi displicente no remate. O mesmo sucedeu com Luis Diaz na grande área vitoriana.

A primeira grande defesa da noite pertenceu a Diogo Costa, negando com classe o golo a Rochinha. O F.C. Porto tentou reagir, mas seriam os conquistadores a inaugurar o marcador. De grande penalidade, Marcus Edwards não tremeu no duelo com o guarda-redes dos azuis e brancos. Contudo, os festejos acabaram por ser de curta duração, dado que Luis Diaz, o melhor marcador da Liga, presenteou os espetadores com um grande golo. Apesar do ascendente final dos dragões, o empate prevaleceu até ao intervalo.

Após o descanso, a expulsão de Mumin, logo aos 53 minutos, acabaria por complicar a estratégia de sair do estádio do Dragão com pontos. E o F.C.Porto precisou apenas de seis minutos para aproveitar a superioridade numérica para chegar à vantagem. Evanilson foi o autor do golo da reviravolta.

Pepa ainda tentou com as substituições dar um rumo diferente ao resultado. O coletivo lutou e não desistiu de procurar o golo, mas sem o sucesso pretendido.

.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?