Festivais de verão regressam em pleno

Os festivais de verão regressaram à vida dos portugueses em 2022. Sem restrições, os festivais vão decorrer nos moldes em que os conhecemos de norte a sul do país.

© Direitos reservados

Sol, calor e verão costumam ser sinónimos de festivais de música. Depois de dois anos consecutivos de cancelamentos, adiamentos e bilhetes devolvidos, consequência direta da pandemia provocada pela doença COVID-19, 2022 é o ano que promete voltar a dar música aos portugueses e a levar os maiores nomes da música da atualidade aos grandes palcos nacionais. Sem restrições, os festivais de música vão decorrer nos moldes em que os conhecemos de norte a sul do país. Depois de o setor da cultura ter sido fortemente afetado pela pandemia, os festivais de verão preparam-se para regressar à vida dos portugueses e a maior dificuldade dos festivaleiros vai ser escolher. A equipa do Mais Guimarães esteve a analisar os principais cartazes da temporada e apresenta-lhe o resumo.

“A 100 quilómetros… ou menos”

O Vodafone Paredes de Coura e o EDP Vilar de Mouros prometem animar as hostes a norte do país. Entre 16 e 20 de agosto, a idílica Praia Fluvial do Taboão, em Paredes de Coura, Viana do Castelo, vai receber, entre outros, Pixies, Beach House e Slowthai. Na primeira edição pós-pandemia, o Vodafone Paredes de Coura terá um dia dedicado à música portuguesa para receber, por exemplo, o rapper Sam The Kid (com orquestra) e as bandas de rock Mão Morta e Linda Martini. No EDP Vilar de Mouros – que era, outrora, visto como o Woodstock português –, em Caminha, Placebo, Limp Bizkit e Iggy Pop são cabeças de cartaz. The Legendary Tigerman e Tara Perdida são dois representantes portugueses.

Os grandes nomes nos palcos do sul”

O Rock in Rio e o NOS Alive, em julho, e o MEO Sudoeste, em agosto, são os festivais que atraem mais festivaleiros. No Passeio Marítimo de Algés, o NOS Alive assegura música e diversão entre os dias 6 e 9 de julho com The Strokes, Florence + The Machine, Metallica e Imagine Dragons. É no NOS Alive que os Da Weasel prometem, em português, um concerto único e exclusivo. O Rock in Rio, considerado um dos maiores festivais do mundo, volta a fazer casa do Parque da Bela Vista. Quatro dias, dois fins-de-semana, oito palcos: são estes os números. Muse (a substituir os Foo Fighters depois da morte do baterista Taylor Hawkins), Black Eyed Peas, Duran Duran e Post Malone são os nomes mais relevantes com passagem pelo Palco Mundo. O MEO Sudoeste, que decorre na Zambujeira do Mar, no Alentejo, lança agosto conforme dita a tradição: entre os dias 2 e 6, Major Lazer, Steve, Lewis Capaldi e Timmy Trumpet, assim como Profjam, vão juntar-se à tribo para a 23.ª edição do festival.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?