FREGUESIA DE CALDELAS PROSSEGUE O DESÍGNIO DE GUIMARÃES MAIS VERDE

A Junta de Freguesia submeteu candidatura ao Fundo ambiental para reabilitar o Rio e as Ribeiras da Vila das Taipas, envolvendo e sensibilizando a Comunidade.

A Junta de Freguesia de Caldelas submeteu uma candidatura ao Fundo Ambiental com o objetivo de ver financiado um projeto de intervenção e educação ambiental elaborado pela Brigada Verde de Caldelas, constituída no passado dia 14 de março.

O Presidente da Junta de Freguesia de Caldelas, Luís Soares, felicitou a Câmara Municipal de Guimarães e o presidente da autarquia, Domingos Bragança, por ter trazido para agenda política local o tema do Ambiente. “Se hoje submetemos esta candidatura tal deve-se à atitude pioneira de Domingos Bragança de trabalhar uma Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, incentivando a criação de Brigadas Verdes das freguesias, que estão a fazer o seu trabalho. Independentemente da decisão da Comissão Europeia que não contemplou Guimarães, o Município pode contar com o apoio da Freguesia de Caldelas. Prosseguiremos o desígnio Guimarães Mais Verde”, sustentou Luís Soares.

A candidatura ao Fundo Ambiental prevê a reabilitação dos Rios e Ribeiras da Vila das Taipas, envolvendo e educando a Comunidade, através do trabalho em plataformas colaborativas (Brigada Verde na freguesia de Caldelas) promovendo ações associadas à Educação Ambiental, nomeadamente: ações reais, com a participação de cidadãos, de intervenção e monitorização no Rio Ave, na ribeira da canhota e ribeira da agrela e nas respetivas margens; a construção do parque de Lazer da Praia Seca; campanhas de sensibilização ambiental; promoção de palestras/debates, campanhas de sensibilização, peças de teatro sobre a temática ambiental; ações de educação ambiental nas escolas, incluindo saídas de campo; e a criação de um certificado de participação (passaporte do voluntário).

Este projeto envolve quinze Instituições/Associações diferentes da freguesia por forma a maximizar as dinâmicas ambientais que já se vão realizando. Integram-se meios humanos, nomeadamente, docentes, crianças, jovens e a população em geral na própria ação e na sensibilização para a importância dos ecossistemas como prestadores de serviços ao nível do Planeta e da Humanidade, bem como incorpora meios materiais essenciais para garantir a respetiva sustentabilidade.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?