Governo alerta escolas para preparem ensino à distância

O Ministério da Educação enviou um email às escolas, através da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, pedindo-lhes que estejam preparadas para, entre outras medidas, ativar o ensino não presencial. 

A comunicação, feita no dia em que foi anunciada a suspensão das atividades letivas até ao próximo dia 8 de fevereiro, poderá significar que os alunos voltarão a ter de aprender à distância.

Quer os pais e diretores das escolas a nível nacional lamentam que as promessas de dotar todos os alunos de meios informáticos e de comunicação tenham ficado por cumprir, mas esperam que possa ser equacionada uma retoma gradual em regime misto brevemente.

“Desde setembro que as escolas estão preparadas para avançar, no dia seguinte a qualquer decisão, com o ensino à distância”, assegurou Manuel António Pereira, presidente da Associação Nacional dos Dirigentes Escolares (ANDE).

“Só continuamos com o problema de muitos alunos não terem equipamentos informáticos e, em algumas zonas, nomeadamente no interior, a Internet não funcionar em condições”, lamentou.

O responsável espera que, em vez do ensino à distância, “possa ser adotada uma solução mista, para os alunos mais velhos, com os mais novos em ensino presencial”.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?