GREVE DOS PROFESSORES ENCERRA DEZ ESCOLAS DO CONCELHO

Segundo a delegação de Guimarães do Sindicato dos Professores do Norte (SPN) a greve registou uma adesão média a rondar os 25,6% no concelho vimaranense, mas o balanço final é feito hoje à tarde pela delegação.

O SPN confirmou o encerramento de dez escolas no concelho de Guimarães, nomeadamente nos agrupamentos de Virgínia de Moura, Afonso Henriques e Abel Salazar.

A posição do Governo no processo negocial em curso e as declarações do ministro da tutela levaram a Fenprof a dar como garantida uma grande manifestação de docentes no arranque do 3.º período de aulas, a menos que o Governo recue.

A greve tem como principal motivação a falta de consenso sobre a contagem de todo o tempo de serviço, no processo de descongelamento das carreiras da Função Pública.

A tutela admite descongelar dois anos e dez meses de tempo de serviço aos docentes, mas estes não desistem de ver contabilizados os nove anos e quatro meses, embora admitam um processo faseado.

A greve foi convocada pelas dez estruturas sindicais de professores que assinaram a declaração de compromisso com o Governo, em novembro, entre as quais as duas federações – Federação Nacional de Educação (FNE) e Fenprof – e oito organizações mais pequenas.

A paralisação termina hoje na região norte (Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança) e na região autónoma dos Açores.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?