Guimarães acolheu o programa de aprendizagem entre pares no âmbito do Green City Accord

Ao longo de três dias, entre 27 e 29 de outubro, Guimarães acolheu, como signatária do Green City Accord (Acordo da Cidade Verde), o programa de aprendizagem entre pares subordinado ao tema “Cleaning and Healthy cities”. Foram partilhadas, com outras cidades participantes no programa, diversas boas práticas em curso que incluem as três dimensões apresentadas nos diversos projetos de desenvolvimento sustentável desenvolvidos por Guimarães. Numa perspetiva de cocriação foram identificados os principais constrangimentos e oportunidades à implementação de projetos que incorporem a I&D+i e participação cívica.

Através de investigadores, técnicos de educação ambiental, técnicos municipais e até de jovens embaixadores das escolas do concelho, Guimarães partilhou, com outras cidades de Portugal, Grécia, Finlândia e Noruega, o trabalho desenvolvido através de uma “abordagem inovadora que procura trabalhar nas diferentes dimensões de atuação, nomeadamente a criação de identidade entre o cidadão e o rio, a transformação da paisagem através de intervenções paisagísticas como as novas ecovias ribeirinhas e a promoção do património natural, potenciando-o, também, como destino turístico”, explica o Laboratório da Paisagem.

O evento foi promovido pela rede ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, uma rede mundial de mais de 1.750 administrações locais e regionais empenhadas no desenvolvimento urbano sustentável. Ativa em mais de 100 países, esta organização influi na política de sustentabilidade e estimula a ação local em prol de um desenvolvimento com baixas emissões, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular.

Relembre-se que Guimarães aderiu ao Green City Accord no início deste ano, um compromisso ambiental que visa tornar as cidades mais limpas, saudáveis e eficientes na gestão de recursos.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?