Guimarães apresenta projeto “Estórias da Madeira” para apoiar cuidadores informais

O Estórias da Madeira é um programa de apoio, acompanhamento e capacitação, destinado a cuidadores informais com foco na saúde mental e inclusão social, económica e profissional deste grupo populacional, tendo como objetivo aumentar o bem-estar e a qualidade de vida dos destinatários, potenciando a sua transformação.

© Eliseu Sampaio / Mais Guimarães

Criado após candidatura ao programa Parcerias para o Impacto do Portugal Inovação Social, desenhado e desenvolvido pelo Palavras Infinitas – Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media e pela Because I Care – Associação para Apoiar e Cuidar de Pessoas que Cuidam, o Estórias da Madeira tem como investidor social o município de Guimarães.

A apresentação do projeto decorreu esta segunda-feira, 23 de maio, onde o presidente da Câmara, Domingos Bragança, assegurou que “esta é mais uma oportunidade que a Câmara Municipal proporciona para fazer com que os cuidadores que atravessam situações de maior dificuldade tenham acesso a apoio através das respostas sociais e inovadores que são garantidas neste projeto”, enaltecendo a “maior capacidade de literacia em saúde”.

© Eliseu Sampaio / Mais Guimarães

A vereadora da Ação Social, Paula Oliveira, mencionou que este “é um projeto de inovação social” que visa apoiar essencialmente os cuidadores na área da deficiência ou saúde mental, destacando a importância do trabalho em rede, com o envolvimento de todas as instituições, no sentido de chegar a todos os cuidadores. “Reconhecemos que, muitas vezes, os cuidadores são excluídos do ponto de vista social e esta é uma missão de disponibilidade total”, salientou.

A proposta do Estórias da Madeira pretende contar a “estória” dos objetos e das pessoas envolvidas com o foco no empoderamento das mesmas, através de oficinas, salientou Sofia Pires, uma das coordenadoras do projeto. Está ainda associado as oficinas no âmbito da saúde mental, através de consultas de psicologia clínica, psicoterapia individual e terapia de grupo, no sentido de “estimular a autoestima e partilhar ideias”, acrescentou Helena Coelho.

© Eliseu Sampaio / Mais Guimarães

A psicóloga clínica Fátima Saraiva, que integra a equipa técnica do Estórias da Madeira, aponta o projeto que “entende a pessoa como um todo integrado”, bem como “uma visão que prima por maior responsabilidade, por um desenvolvimento mais harmonioso, por felicidade e alegria de viver”.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?