Hospital de Guimarães realiza intervenção percutânea no tratamento de tumor ósseo

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães (HSOG), através do seu Serviço de Imagiologia, realizou hoje, 10 de setembro, uma intervenção percutânea no tratamento de tumor ósseo sob controlo por TAC.

O osteoma osteóide é um tumor ósseo com maior prevalência em crianças e adolescentes. É um tumor benigno, contudo, altamente doloroso, condicionando por isso uma morbilidade significativa e limitação da vida diária.

“Tradicionalmente, os osteomas osteóides eram tratados de forma cirúrgica, fazendo-se a recessão tumoral por abordagem aberta. A recuperação após a cirurgia era lenta, condicionando a retoma à vida normal”, refere o Hospital de Guimarães em comunicado.

A termoablação percutânea é uma técnica minimamente invasiva que permite a destruição do tumor ósseo através de uma agulha de radiofrequência. A agulha é colocada no centro do tumor através de uma incisão na pele com unicamente três mm de diâmetro, de forma minimamente invasiva e guiada por imagens de TC (tomografia computorizada).

Esta técnica apresenta vantagems, “habitualmente os doentes submetidos a esta técnica têm uma recuperação significativamente mais rápida e menor número de complicações quando comparado com a cirurgia convencional, com alta médica no dia seguinte ao procedimento”. Acrescem outras vantagens deste procedimento, nomeadamente uma menor taxa de complicações, fácil acessibilidade (não necessita de sala de bloco operatório), a rapidez da técnica (no total cerca de 45 minutos) e sem necessidade de suturas.

O HSOG junta-se a outros hospitais de referência como o IPO, CH Universitário de São João, CH Vila Nova Gaia / Espinho, entre outros, na aplicação deste procedimento que ainda é recente em Portugal.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?