Incidência de covid-19 em Guimarães continua a baixar

A incidência de infeção por SARS-Cov 2, no concelho de Guimarães, nos últimos 14 dias, foi de 787,9 por 100 mil habitantes, de acordo com o Relatório da Administração Regional de Saúde do Norte. Na última semana a redução de infeções face à anterior foi de 17%

No relatório anterior, a 9 de dezembro, a incidência por 100 mil habitantes nos 14 dias anteriores era 1.263,9, agora é 787,9. Este valor significa que Guimarães já não está na categoria de “risco extremamente elevado” (acima de 960/100 mil habitantes), mas continua na zona de “risco muito elevado”, ( entre 480 e 960 casos/100 mil habitantes). As medidas a aplicadas a ambas às duas categorias de risco mais elevadas, são iguais, pelo que, para já nada muda para os vimaranenses.

Na última semana registaram-se 543 casos de infeção no concelho, o que significa uma incidência de 356,5 por 100 mil habitantes. Estes números representam uma redução de 17% , na última semana face à penúltima e parecem apontar para uma tendência de descida continuada.

No distrito de Braga, Guimarães está agora na sexta posição no ranking do números de casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (o critério que serve para aferir a categoria de risco do município).

Com maior incidência que Guimarães, no distrito de Braga, estão Póvoa de Lanhoso (1172,1) Esposende (119,6), Barcelos (1033,7), Famalicão (991,1) e Terras de Bouro (880,4).

Braga apresenta uma situação ligeiramente melhor que Guimarães, com uma incidência de 761,4 casos por 100 mil habitantes, ainda assim, dentro da mesma categoria de risco.

Fora da zona de “risco muito elevado”, de acordo com este relatório, estão Fafe (434,9), Cabeceiras de Basto (313,5), Celorico de Basto (309,9) e Vizela (364,1).

Segundo os últimos dados, fornecidos pela DGS e pelo ACES do Alto Ave,no dia 15, já morreram, em Guimarães, 142 pessoas com covid-19.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?