INCUBADORA DE BASE RURAL DE GUIMARÃES TEM DOIS PROJETOS IMPLEMENTADOS

O prazo de candidaturas para a Oficina do Empreendedor da Incubadora de Base Rural decorre até setembro. Projeto garante apoio a empreendedores rurais, em áreas de expansão diversas

Direitos Reservados

São já sete os empreendedores apoiados no âmbito da Incubadora de Base Rural, com áreas de expansão diversas desde a exploração de cogumelos Shiitake e produção de citrinos, produção de espargos, exploração de caprinos, apicultura e a constituição de um parque de campismo num formato inovador, os quais procuram agora implementar com sucesso os seus projetos.

Os projetos já implementados são a Mercearia do Zé, da empreendedora Carla Lemos, em Creixomil, e um projeto da Associação Social de Pevidém, Vida a Cores, da empreendedora Sílvia Fernandes, em Pevidém.

Em fase de implementação estão outros três projetos localizados em Atães, Aldão e Selhe São Lourenço. Há dois projetos, concretamente um de exploração de caprinos e outro de produção de ervas aromáticas e apicultura que ainda procuram terreno para se instalarem, pelo que não se sabe ainda em que ponto do concelho serão instalados.

O trabalho desenvolvido pela Incubadora de Base Rural (IBR) de Guimarães nos primeiros seis meses do presente ano, assim como o planeamento dos trabalhos futuros, foi analisado no 5º Conselho Consultivo – Reunião de Acompanhamento da Incubadora de Base Rural de Guimarães, presidido pela Vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira.

Na ocasião, Sofia Ferreira afirmou que a “IBR Guimarães tem vindo a fazer o seu caminho de forma estruturada, sendo fundamental o envolvimento de todos os parceiros na persecução dos objetivos pré-definidos”.

Sublinhou ainda a importância do projeto e como este compete para tornar o concelho de Guimarães ambientalmente sustentável, mencionando a importância da área do empreendedorismo, associado a boas ideias de negócio que encerram boas práticas ambientais.

Sónia Monteiro, coordenadora da Incubadora de Base Rural de Guimarães, alerta para o prazo de candidaturas da Oficina do Empreendedor da IBR que decorre até setembro, bem como o prazo das candidaturas que permite aos proprietários inscrever e arrendar terrenos florestais ou agrícolas que decorrerá até 31 de dezembro.

Com este projeto, o Município de Guimarães procura capitalizar o potencial agrícola e florestal do concelho e promover o crescimento económico, o desenvolvimento empresarial, a inclusão social, a sustentabilidade ambiental e o bom uso do solo.

A incubadora de Base Rural destina-se preferencialmente a jovens agricultores e empreendedores, residentes do concelho, desempregados e agricultores que se dediquem ao modo de produção biológico.

A Incubadora de Base Rural de Guimarães é um serviço de apoio ao nascimento e crescimento de empresas especialmente dedicado a iniciativas de base rural, como sejam a agricultura, a agroindústria, a silvicultura ou outros serviços e tecnologias de suporte

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?