Instituto Confúcio da UMinho com exposições, concurso e dança

O Instituto Confúcio da Universidade do Minho (ICUM) apresenta, em maio, um conjunto de atividades, nomeadamente duas exposições, um concurso de caligrafia e um ciclo de aulas de dança, além de um documentário, uma conferência, um concerto e uma sessão de leitura.

Para os interessados em aprender dança tradicional chinesa, há já uma vídeo-aula no facebook do Instituto. As próximas sessões vão ser transmitidas nos dias 17, 24 e 31.

Já a exposição “Camilo Pessanha, um poeta ao longe” está patente até 15 de maio na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga. Nesse âmbito, esta quarta-feira é exibido o documentário “Entre os dois abismos” e, na sexta-feira, há uma conferência sobre o poeta evocado, pela professora Anabela Leal de Barros, do Instituto de Letras e Ciências Humanas da UMinho.

O programa paralelo incluiu a leitura de passagens da obra “Clepsidra”, em chinês e português, e um concerto com instrumentos tradicionais orientais. O Instituto Camões é um dos parceiros da iniciativa.

A exposição “Ásia, império das escritas”, está aberta até dia 28 na Biblioteca da UMinho no campus de Azurém, em Guimarães. A mostra retrata a fascinante evolução dos principais sistemas de escrita no Oriente e no Ocidente através do tempo. A exibição é organizada pelo ICUM, pelos Serviços de Documentação e Bibliotecas da UMinho e pelo Centro Científico e Cultural de Macau.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?