IVO VIEIRA DIZ QUE O FOCO É O SINTRA. QUANTO AO JOGO COM O ARSENAL, “LOGO SE VÊ”

Treinador frisou a importância de o Vitória estar focado num jogo de cada vez e reconheceu o “lote interessante de atletas” do Sintra Football.

“Nem insistam nesse tipo de observação.” Ivo Vieira foi claro e frisou mesmo aos jornalistas presentes na conferência de imprensa desta sexta-feira, em jeito de antevisão ao jogo de sábado contra o Sintra Football, que o “foco é o jogo” da Taça de Portugal. “O que vem [jogo contra o Arsenal, a 24 de outubro], logo se vê”, apontou. Para o técnico madeirense, a equipa a ser apresentada frente ao Sintra Football “é a melhor que há neste momento”. O objetivo no jogo a sul passa por “vencer respeitando o adversário”, para além de “passar a eliminatória”.

Quanto à diferença de escalões entre as duas equipas, Ivo Vieira advertiu para o facto de o Sintra Football ser “uma equipa extremamente motivada”. A jogar fora de casa, o Vitória tem outra preocupação para além de marcar golos e ganhar: o sintético do clube adversário. ” A questão do sintético devemos interpretar de ânimo leve, não pode ser um problema ou refúgio do nosso empenho”, frisou. “Temos de ser muito sérios e muito fortes”, acrescentou.

Quanto à resposta após a paragem, Ivo Viera manteve o discurso que tem vindo a apresentar: “Eu não tenho tendência em mudar discursos pelos resultados ou passar dos dias. Se ganharmos, a paragem foi vantajosa. Se não ganharmos, foi prejudicial porque vínhamos num ritmo fantástico. Estávamos habituados a jogar muitas vezes e os jogadores têm de estar preparados para esta quantidade de jogos em termos competitivos Poderá ser benéfico para recuperar alguns atletas, é real a quantidade de jogadores lesionados. E foi uma janela para ganhar tempo na recuperação.”

Ivo Vieira realçou a importância de não se subvalorizar a equipa adversária. “O nosso trabalho [o dos treinadores] é dar importância ao jogo e não facilitar. Tem tudo a ver com o comportamento em campo e vai ditar o que o treinador passou ou não para os jogadores”, explicou. Quanto à ameaça que o Sintra pode representar, o técnico avançou que existe “um trabalho exausto da estrutura e equipa” em analisar o que o clube adversário faz nos momentos defensivos, ofensivos e de transição, por exemplo, e reconheceu “o lote de atletas interessante” que o Sintra apresenta.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?