JOÃO AURÉLIO DESEJA QUARTO LUGAR MAS LEMBRA QUE “NÃO HÁ JOGOS FÁCEIS” ATÉ AO FIM

O lateral-direito, também utilizado a médio, frisou que a “ambição” dos jogadores está em consonância com o que já foi “vincado” por Júlio Mendes e Pedro Martins relativamente ao quarto lugar, tendo, porém, avisado que a equipa deve “pensar jogo a jogo”, mostrando-se cético quanto ao calendário mais favorável em comparação com os adversários diretos.

O jogador de 28 anos reiterou que, nesta fase do campeonato, com oito jogos por disputar, o grupo de trabalho está concentrado em alcançar “sempre o melhor para o clube”, o que, neste momento, se traduz na obtenção do quarto lugar, ocupado atualmente pelo Sporting de Braga, com 46 pontos, mais dois do que a turma da cidade-berço, frisando ainda que a equipa vai lutar por isso do “primeiro ao último minuto”, durante uma visita à Escola EB1 da Cruz d’Argola, em Mesão Frio, onde esteve acompanhado por Rafael Martins e por Neno.

O Vitória desloca-se até ao fim da presente edição da Liga aos redutos do Nacional, do Desportivo de Chaves, do Vitória de Setúbal e ainda do Benfica, na penúltima ronda, e recebe o Tondela, o Boavista, o Arouca e, na jornada de encerramento, defrontando apenas um dos primeiros três classificados da prova, enquanto os bracarenses ainda vão receber FC Porto e Sporting e o Marítimo, sexto, com 40 pontos, ainda se desloca à Luz e recebe os “dragões”, mas João Aurélio avisou que o facto do calendário ser ou não mais fácil é “muito relativo”

“Também há equipas que estão na luta pela permanência e precisam de pontos para se salvarem e, se calhar, vão dar mais do que o que já deram. É muito relativo estar a dizer que temos um calendário mais fácil. Hoje em dia, não há jogos fáceis. Isso está mais do que provado. Temos é de conquistar três pontos, jogo após jogo”, disse.

João Aurélio negou ainda que a equipa se sinta mais pressionada nesta fase por estar na luta pelo quarto lugar, mas reconheceu os jogadores vão ficar “tristes” se não alcançarem essa meta. Considerou que é importante todos aproveitarem a interrupção do próximo fim de semana para regressarem “ainda mais fortes” para o jogo da 27.ª jornada na Madeira, frente ao Nacional, no dia 31, sexta-feira, pelas 21h00.

O jogador vitoriano acrescentou que a equipa precisa de estar “focada” para trazer os três pontos do jogo frente aos alvinegros e não pode, assim, pensar no jogo da segunda mão das meias-finais com o Desportivo de Chaves, apesar de ter dito que foi “bom saber” que os bilhetes enviados para Guimarães esgotaram de imediato.

Utilizado até agora em 21 dos 26 jogos da Primeira Liga, João Aurélio tem sido poucas vezes titular, mantendo-se na sombra de Bruno Gaspar na posição de lateral-direito, mas disse que vai manter a “forma de trabalhar”, a “seriedade” e tentar ser o “profissional” que sempre foi para constituir uma “dor de cabeça” para Pedro Martins.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?