LUÍS CASTRO: “FOMOS FELIZES PORQUE AS COISAS FORAM SAINDO CERTAS”

O Vitória foi a primeira equipa a colocar um travão no Sporting às ordens de Keizer, ao vencer esta noite por uma bola a zero. Depois de garantir, na antevisão ao encontro, que os leões teriam de se preocupar com a sua equipa, Luís Castro falou de uma estratégia de jogo bem definida e que acabou por se traduzir na conquista dos três pontos.

“Havia uma estratégia para o jogo. Agora é mais fácil para mim falar dela porque ganhámos. Nós sabíamos que se afundássemos a linha defensiva iríamos dar muito espaço para o Sporting chegar ao último terço e tirar cruzamentos para o Bas Dost. Tentamos controlar a saída dos centrais deles e isso correu bem na primeira parte e conseguimos criar várias situações. Na segunda parte sabíamos que teríamos de baixar um pouco mais a linha e foi o que aconteceu, mas também estava definido que não podíamos ter a baliza do Sporting distante dos olhos. As coisas foram correndo bem, fomos felizes no jogo porque as coisas foram saindo certas”, explicou Luís Castro acerca da estratégia da equipa esta noite.

Este foi um Sporting que não marcou qualquer golo contrariando a tendência goleadora dos últimos encontros. “Sabíamos que tínhamos características a ter em conta e uma delas era o Sporting poder criar muitas oportunidades. Mas fruto dessa análise posicionamos a equipa de determinada forma no campo. Neste estádio é difícil baixar o lado emocional, mas os jogadores estiveram racionais em campo”, afirmou o treinador do Vitória. “Um dos objetivos era não sofrer golos e depois conquistar a vitória”, acrescentou Luís Castro.

Num balanço deste início de época, o treinador revelou que os primeiros encontros foram negativos e que pensou que iria deixar o clube. “Foi um começo muito mau em que achei que teria de sair do Vitória. Se não fosse pelo meu pé, empurrado. Os primeiros três jogos foram muito violentos para nós, mas agora o balanço é positivo. Foi um trabalho complicado fazer a equipa acreditar que conseguíamos colocar em prática o que tínhamos treinado”, admitiu.

O Vitória deu assim, esta noite, sequência a uma série positiva de jogos, tanto para o campeonato como para a Taça de Portugal. No entanto, Luís Castro não considera esse aspecto determinante. “Estar o 12.º jogo sem perder é bom mas é passado. Os jogos sucessivos sem perder só nos dão pontos no próprio jogo”, concluiu o treinador.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?